» Paddock
 
sábado, 19 de Abril de 2014

> Siga o CM em:
 
» pesquisa
 

Tags

F1: GP da China - Vettel sob pressão
 
Colocado por Rui Faria 14 Abril 2012 Comentar
 

Sebastian Vettel, bi-campeão do mundo de F1, vai partir para o GP da China do meio do pelotão. Não logrou classificar-se no top ten dos pilotos que discutiram as cinco primeiras linhas da grelha de partida, o que acontece pela primeira vez ao fim de 43 corridas.

Esta situação é já por si deprimente, mas, para complicar as coisas, o alemão também foi batido pelo seu companheiro de equipa – Mark Webber foi o sexto na qualificação. É certo que os dois pilotos da Red Bull fizeram apostas diferentes: Vettel apostou na utilização dos escapes de 2011, mas não foi tão eficaz como nos treinos livres, enquanto Webber utilizou a configuração de 2012 e tirou vantagem dessa escolha.

Estas opções mostram que a equipa que dominou as duas últimas temporadas continua à procura do melhor caminho para evoluir o R8, que não está ao nível dos modelos anteriores da Red Bull. Mesmo assim, Sebastian Vettel admite que “estou satisfeito com as minhas voltas de qualificação. Não cometi erros, mas também não fui suficientemente rápido”. É uma verdade de La Palisse que o piloto alemão não esconde ao admitir que, depois dos treinos livres, tomou uma opção errada.

“É fácil dizer uma coisa e o seu contrário, mas ontem eu estava satisfeito com o carro e decidi manter a sua configuração para a qualificação e tudo mudou”, admitiu o campeão do mundo. “Mantive as mesmas afinações e não vou criticar o carro. Realizei tempos muito semelhantes durante três voltas e não consegui passar à última fase de qualificação”.

O alemão reconhece que “não estou satisfeito”, considerando que “temos muito trabalho pela frente e na corrida de amanhã poderão surgir algumas oportunidades que temos que aproveitar”.



F1: Todos elogiam Rosberg
 
Colocado por Rui Faria 14 Abril 2012 Comentar
 

“Nico (Rosberg) fez um trabalho fantástico”, afirmou o seu companheiro de equipa Michael Schumacher. “A sua diferença (cerca de meio segundo) face a Hamilton é uma surpresa, mas é também uma recompensa para todo o trabalho da equipa e não tenho qualquer razão para estar desapontado (foi 3º), porque o Nico foi sempre muito rápido em qualificação”, acrescentou o hepta campeão do mundo.

Lewis Hamilton (McLaren), que chegou a Xangai imbatível em termos de pole-positions, não teve dúvidas em exclamar: “Bravo, Nico”, acrescentando que “somos amigos desde 2000 e há muito tempo que corremos juntos, pelo que estou muito feliz por ele”, adiantou o piloto da McLaren, que vai partir do sexto lugar da grelha de partida devido à penalização de cinco lugares que sofreu por ter trocado a caixa de velocidades.

Mesmo assim, o britânico não deixou de se mostrar satisfeito com o seu desempenho, porque “a minha volta não foi nada má e era muito importante não correr grandes riscos e poupar os pneus para a corrida”, que será difícil.

As dúvidas pairam sobre as condições meteorológicas em que se vai disputar o GP da China e Lewis Hamilton reconhece que, “se estiver mau tempo, Nico e Schumacher vão certamente andar muito rápido”. E tal como muitos, também o piloto da McLaren aguarda para ver até que ponto o desempenho dos Mercedes em qualificação poderá ter uma correspondência no seu ritmo de corrida, conhecidas que são as suas dificuldades do Mercedes ao nível do desgaste dos pneus.

Nico Rosberg está consciente desta situação e admite que “em qualificação somos realmente fortes, mas em corrida ainda não estamos ao mesmo nível, mas estou certo que a equipa aprende depressa e que é capaz de reagir, embora só dentro de algumas semanas possamos estar em melhor situação, porque temos de avançar passo a passo”.

F1: GP da China ? a primeira pole de Nico Rosberg
 
Colocado por Rui Faria 14 Abril 2012 Comentar
 


Os mais rápidos na qualificação do GP da China


Nico Rosberg (Mercedes) bateu Lewis Hamilton (McLaren) na corrida pelo melhor tempo da qualificação para o GP da China. Foi a primeira pole-position do filho do ex-campeão do mundo Keke Rosberg na F1, onde se estreou em 2006.

A penalização de cinco lugares na grelha, em virtude de ter mudado a caixa de velocidades antes dos treinos, atirou Lewis Hamilton para o sétimo lugar da grelha de partida, onde Michael Schumacher (Mercedes) irá partilhar a primeira linha com o seu companheiro de equipa, outra novidade deste Grande Prémio.

Kamui Kobayashi mostrou o bom momento dos Sauber ao garantir o quarto tempo absoluto, pelo que irá partilhar a segunda linha com Kimi Raikkonen (Lotus-Renault), outro piloto em destaque.

Jenson Button (McLaren) esteve discreto (6º), mas a grande decepção foram os Red Bull. Mark Webber ainda conseguiu o 7º tempo, mas o campeão do mundo Sebastian Vettel passou por grandes dificuldades. Qualificou-se à justa (15º) na Q1, não foi além da 11º lugar na Q2, o que é um resultado decepcionante para quem dominou as duas últimas temporadas e este ano apenas conta com 18 pontos após duas corridas (16º do campeonato).

No que diz respeito à Ferrari, o 9º tempo de Fernando Alonso e o 12º de Felipe Massa só não são mais modestos porque se conhecem as dificuldades que a Scuderia está a ter com o desenvolvimento do F 2012 e porque o espanhol havia considerado que sem chuva seria muito difícil chegar ao top-ten da qualificação.


F1: GP da China - Motores Mercedes dominam treinos
 
Colocado por Rui Faria 13 Abril 2012 Comentar
 

Schumacher foi o mais rápido no primeiro dia de treinos

Os motores Mercedes dominaram as duas primeiras sessões de treinos livres para o GP da China. Lewis Hamilton impôs o McLaren na primeira sessão (1m 37,106s), onde Michael Schumacher (Mercedes) garantiu o terceiro tempo, antes de se afirmar como o mais rápido na segunda sessão (1m 35,973s).

O resultado do alemão mostra que o Mercedes é muito eficaz em qualificação, restando saber até que ponto a equipa evoluiu em termos de corrida, onde a degradação dos pneus tem sido o seu “calcanhar de Aquiles”.

Destaque para o facto de seis dos 10 monolugares mais rápidos no primeiro dia de treinos em Xangai utilizarem motores Mercedes.

A principal novidade face à correlação de forças que se verificou na Austrália e na Malásia foi a evolução dos Red Bull, que surgiram entre os mais rápidos, mostrando que as alterações feitas após a prova de Sepang foram acertadas, embora o grande objectivo da equipa fosse o teste de diversas configurações.  Sebastain Vettel (3º) utilizou soluções do ano passado (como os escapes), enquanto que Mark Webber (4º) esteve em pista com as soluções de 2012.

“Senti-me mais à vontade”, admitiu Sebastian Vettel. “Penso que estamos mais competitivos, mas ainda não sei se vou manter esta configuração para a corrida, embora de momento esteja bastante satisfeito com ela”, acrescentou o campeão do mundo.

Para além da Mercedes, McLaren e Reb Bull, apenas Kamui Kobayashi (Sauber-Ferrari), os Force India Mercedes de Paul Di Resta e Nico Hulkenberg e o Ferrari de Fernando Alonso surgem no top ten.

Só não se pode falar em (mais uma) desilusão da Ferrari, porque o 10º tempo de Fernando Alonso até nem é o seu pior resultado nos treinos deste ano e, apesar de liderar o campeonato, o espanhol nunca deixou subir a fasquia das expectativas. Mesmo assim, Pat Fry, o director técnico da Scuderia, admite que o upgrade que a Ferrari fez após Sepang marca um passo em frente, embora os resultados não sejam evidentes.

“A avaliação que fizemos após três horas de treinos livres é positiva”, admitiu Pat Fry, sem esconder que “continuamos a ter muito trabalho pela frente ao longo desta tarde e mesmo durante a noite para fazer uma análise mais aprofundada, sem esquecer que as características desta pista não são as mais adequadas ao F2012”.

Por isso, o director técnico da Ferrari não espera nada de especial em termos de qualificação. “Somos realistas e o 12º lugar que garantimos em Sepang seria um bom resultado”. Apesar disso, Pat Fry admite que espera que o F2012 “seja mais competitivo em corrida”...

F1: GP da China - Lotus protestou a Mercedes
 
Colocado por Rui Faria 12 Abril 2012 Comentar
 

O funcionamento da asa traseira/DRS do Mercedes está sob acusação

 A equipa Lotus-Renault apresentou um protesto formal sobre o funcionamento da asa traseira dos Mercedes, apesar da FIA ter declarado por duas vezes a sua legalidade, admitindo que se trata de uma interpretação que contorna, “de forma legal”, os regulamentos.

Várias equipas discordam da posição oficial da FIA, mas só a Lotus-Renault avançou com o protesto baseado no facto do regulamento técnico da F1 referir que “para além dos elementos necessários para as regulações (...) e ajustamentos, elementos ou procedimentos que utilizem movimentos do condutor como forma de alterar as características aerodinâmicas são proibidas”.

“Estou muito desapontado, porque depois de duas provas ainda estamos a discutir este assunto”, referiu Ross Brawn, o responsável da Mercedes. “O nosso sistema não foi alterado e, pelo que sei, a posição da FIA não se modificou. Por isso não percebo porque é que surge este protesto agora e não no GP da Austrália”,  acrescentou.

Ross Brawn não esconde que o seu sistema tem vantagens, embora elas sejam marginais. “Penso que a Lotus percebeu que teremos uma vantagem de 0,2s em Xangai, mas posso garantir que nesta corrida não teremos essa vantagem, porque só há uma zona de DRS e só o poderemos utilizar uma vez em cada volta”.

Seja como for, a polémica está instalada e resta esperar por uma decisão dos Comissários Desportivos do GP da China para saber o desfecho deste incidente.

» login

» subscrever este blog




» acerca deste blog

O Paddock é um espaço onde circulam as tricas e os mexericos do desporto automóvel. No espaço requintado da F1, ou no “parque fechado” das provas de todo o terreno, há sempre diferenças entre o “diz que disse” e o politicamente correcto. Estamos cá para separar o trigo do joio...

 

» autor


Rui Faria

Numa longa viagem, que começou no jornal Motor, passou pelo Autosport e Volante, até chegar à revista Automotor, guiei automóveis que passaram pelo Record e pelo Correio da Manhã. Comentei corridas na Comercial, na Renascença e na RTP e, como parar é morrer, a viagem prossegue on-line...



Anunciar on-line | Assinaturas | Contactos | Directórios | Notícias por RSS | Promoções | Serviços Móveis Record | Serviços Móveis CM
PERSONARE.XL | Classificados | Emprego | Jogos | Horóscopo | Lojas on-line | Tempo

Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
Consulte as condições legais de utilização.