. Janeiro 2011 -Posts - Massa Monetária
 
 

Janeiro 2011 -Posts

31 Jan 2011 15:08
Colocado por: Editor
Comentários (1)
 

Nota do editor: No "Reacção dos Economistas" pode ler, sem edição do Negócios, a análise aos principais indicadores económicos pelos gabinetes de estudos do Montepio, Millennium BCP, BPI e NECEP (Universidade Católica), isto sem prejuízo de outras contribuições menos regulares. Esta é parte da "matéria-prima" com que o Negócios trabalha e que agora fica também ao seu dispor.  

 

Os indicadores de produção industrial e vendas a retalho divulgados hoje pelo INE permitem esperar que Portugal tenha escapado à contracção do PIB no último trimestre do ano passado. Essa é pelo menos a leitura e expectativa de José Miguel Moreira, do departamento de estudos do Montepio.

...

Ler Mais

31 Jan 2011 14:39
Colocado por: Editor
Comentários (23)
 

Nota do editor: Miguel Morgado, de "O Cachimbo de Magritte", aceitou o convite do massa monetária e, até ao final de Fevereiro, publicará os seus posts também nesta casa.

 

Multiplicam-se as notícias de que os cortes salariais e o congelamento de carreiras no sector público não estão a ser cumpridos. Recordo que algo de muito semelhante ocorreu na Irlanda no ano passado. Existe uma grande diferença entre anunciar cortes e congelamentos, e depois executá-los. A assimetria de injustiça que irá crescer - de um lado, os que cumprem à risca, e do outro, os que graças a dotes inexplicáveis escapam ilesos - terá consequências. Não sei quem é ficará a rir no fim. E estaremos cá para ver os resultados na contenção da despesa. O mais provável é o movimento do costume: o crescimento da receita fiscal justificará o júbilo de governantes e jornalistas patrióticos. Mais nada.

 

Miguel Morgado, O Cachimbo de Magritte 

...

Ler Mais

31 Jan 2011 12:48
Colocado por: Elisabete Miranda
Comentários (8)
 

Teresa Ter-Minassian repete por várias vezes que não tem trocado opiniões sobre Portugal com os seus colegas e ex-colegas do FMI. Que fala apenas a título pessoal, e nada mais. Mas quando se passou 37 anos a trabalhar no Fundo Monetário Internacional, vários deles como directora do departamento de Assuntos Orçamentais, a sua opinião ajuda a perceber o tipo raciocínio económico que domina a instituição.

 

Na entrevista que dá hoje ao Negócios, a economista elogia as medidas de consolidação orçamental do Governo e vê uma ajuda internacional, do FMI e da UE, apenas como um reforço para credibilizar o pacote de ajustamento. Mas... apesar de o essencial estar feito, há ainda margem para a adopção de algumas medidas mais (Teresa Ter-Minassian não diz que elas serão indispensáveis, mas o FMI sim).

 

Então e que medidas poderão ser essas?

...

Ler Mais

31 Jan 2011 12:22
Colocado por: Editor
Comentar este Post
 

1. O fim do excedente comercial chinês não chega sem riscos (Project Syndicate)

 

2. Será que é a China que está a causar as revoltas nos países arabes? Krugman acerca da subida dos preços dos alimentos (Conscience of a Liberal)

 

3. Sair do euro, pergunta Vítor Bento (Sedes)

 

4. À procura de empresas com défices crónicos e com alternativas no privado. Não está fácil. (Relatório anual do Sector Empresarial do Estado)  

...

Ler Mais

31 Jan 2011 8:00
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (9)
 

Entre o final de 2008 e o início de 2009, com a economia mundial a afundar vertiginosamente, assistimos ao segundo nascimento de Keynes, economista praticamente proscrito desde a década de 70. Nesse período, o homem cujas ideias salvaram o mundo da grande depressão dos anos 30, voltou à ribalta, para gáudio de uns e desconfiança de outros e o mundo voltou a ouvir falar sobre a "Teoria Geral do Emprego, do Juro e da  Moeda".

 

Mas esses são tempo que já lá vão. Afastado o risco de depressão económica, os mercados financeiros começaram a acusar (e a aproveitar) as fragilidades nascidas no aumento do peso da dívida pública um pouco por todo o mundo. A ênfase no estímulo da procura agregada foi rapidamente substituida pela urgência de politicas de austeridade. 

 

Foi a segunda certidão de óbito que o mundo ocidental passou a Keynes que, com ela, viu cair significativamente o número de buscas no Google para níveis pré-crise.

 

...

Ler Mais

28 Jan 2011 18:29
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (8)
 

 

Crédito: Kevin P. Casey/Bloomberg News (Randy Fulton na "Cidade Tenda 4" em Seattle, 2007, para onde foi viver após perder a casa)

 

 

A Comissão de Inquérito à Crise Financeira nos EUA apresentou esta semana o seu relatório sobre o que foi o maior choque financeiro da história da humanidade. Após mais de 700 entrevistas aos principais actores da crise, os autores escrevem: "mesmo quando fomos nomeados, muito já tinha sido escrito e dito sobre a crise. Ainda assim (...) ficámos muitas vezes fascinados, surpreendidos e até chocados pelo que vimos, ouvimos e lê mos. A nossa foi uma viagem de revelação", lê-se no relatório. Um documento que, garantem, pretende: "expor factos, identificar responsabilidades, desmascarar mitos, e ajudar-nos a perceber como é que a crise poderia ter sido evitada. Esta é uma tentativa de registar a história, não de a escrever, nem de permitir que seja reescrita". Recapitulando:

...

Ler Mais

28 Jan 2011 14:49
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (4)
 

Os EUA e o Reino Unido começaram há uns meses uma experiência económica que poderá ficar para a história. Obama e Cameron desenharam estratégias de saída da crise opostas. Algum deles vai perder, mas todos vamos aprender sobre economia. 

 

...

Ler Mais

28 Jan 2011 12:08
Colocado por: Editor
Comentar este Post
 

1. Governos emergentes começam a acumular alimentos (Financial Times)

 

2. Como é que os bancos centrais devem lidar com o aumento dos preços dos alimentos (VOX)

 

3. Conclusões do relatório da Comissão de Inquérito à Crise Financeira nos EUA (FCIC)

 

4. E sobre a versão Republicana para as causas da crise nos EUA vale a pena ler Johnson (Project Syndicate)

 

5. A mulher de Stigtlitz em Davos (Davos Notebook - Reuters)

...

Ler Mais

27 Jan 2011 18:34
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

 

Crédito: Andrew Harrer, Bloomberg, 27.01.2011, Fórum Económico Mundial, Davos;

 

Esquerda para direita: George Papandreou (primeiro ministro grego); Lionel Barber (FT); Nick Clegg (vice primeiro ministro Reino Unido); Jean-Claude Trichet (BCE); Jacob Wallenberg, presidente da Investor AB

 

Título do gráfico: "O crescimento da UE -15 deverá ficar quase dois pontos abaixo do crescimento global"

...

Ler Mais

27 Jan 2011 18:06
Colocado por: Editor
Comentar este Post
 

Nota do editor: No "Reacção dos Economistas" pode ler, sem edição do Negócios, a análise aos principais indicadores económicos pelos gabinetes de estudos do Montepio, Millennium BCP, BPI e NECEP (Universidade Católica), isto sem prejuízo de outras contribuições menos regulares. Esta é parte da "matéria-prima" com que o Negócios trabalha e que agora fica também ao seu dispor.  

 

Os indicadores de confiança do INE e da Comissão Europeia divulgados hoje traçam um cenário negro para a economia nacional. Rui Bernardes Serra, economista-chefe do Montepio, Barbara Marques, do Millennium BCP e o NECEP analisam os indicadores de confiança e de sentimento económico medidos pela Comissão.

...

Ler Mais

27 Jan 2011 12:16
Colocado por: Editor
Comentários (4)
 

1. Governador do banco central do Luxemburgo sobre como evitar a próxima crise do euro (Project Syndicate)

 

2. Propostas que a esquerda ignora para que os trabalhadores não paguem a crise (Stumbling and mumbling)

 

3. Caracteristicas humanas essenciais para o capitalismo (The Browser)

 

4. Summers encontra mulher à altura para a sua conhecida rigidez (Davos Live - WSJ)

...

Ler Mais

27 Jan 2011 8:00
Colocado por: Pedro Romano
Comentar este Post
 

O Governo justificou as medidas de consolidação orçamental de 2010 com a necessidade de ganhar credibilidade junto dos mercados internacionais. Mas, a julgar pelo gráfico abaixo, retirado da base de dados do Banco de Portugal, talvez o tenha feito demasiado tarde.

 

Fonte: Banco de Portugal; valores em milhões de euros

...

Ler Mais

26 Jan 2011 17:51
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (2)
 

O presidente do BES opôs-se publicamente ao recurso por Portugal a ajuda externa do FMI e do Fundo Europeu de Estabilização Financeira, pelo menos às taxas de juro actuais. Junta-se aos que criticam "políticas de austeridade"?

...

Ler Mais

26 Jan 2011 17:39
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

 

Crédito: Miguel Baltazar. 23.01.10, Noite eleitoral, Hotel Altis, Lisboa (Negócios à parte)

...

Ler Mais

26 Jan 2011 13:35
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (1)
 

1. Uma maiora que acredita que até 2016 algum dos países do euro vai desistir (Bloomberg)

 

2. Recuo do PIB não demove Cameron (Bloomberg)

 

3. Obama não convence Jeffrey Sachs que não quer estímulos (Real Time Economics)

 

4. Obama não convence Krugman que quer mais estímulos (Paul Krugman)

 

5. Roubini, em Davos, diz que não há dinheiro para salvar Espanha (El País)

 

6. Shiller sobre porque é que as pessoas não confiam nos economistas, mas gostam de economia (Project Syndicate)

 

7. A notícia de 2003 do Jornal de Negócios sobre a auditoria das Deloitte ao BPN (Jornal de Negócios)

...

Ler Mais

26 Jan 2011 8:00
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (1)
 

As desavenças orçamentais entre Ana Jorge e Teixeira dos Santos vêm  desde há alguns meses, e agudizaram-se num confronto nas páginas de jornais em Setembro, com o primeiro a pedir mais rigor, e a segunda a defender a actual gestão do SNS. Desde então, nasceu um guerra de números, como se os ministros andassem a brincar às contas do SNS. Desde então, ninguém se entende. 

...

Ler Mais

25 Jan 2011 18:33
Colocado por: Filomena Lança
Comentários (3)
 

A primeira sessão foi a 19 de Dezembro, a poucos dias do Natal, e já ninguém esperava que representasse efectivamente o arranque do julgamento. Não representou. Oliveira Costa e os outros 15 arguidos passaram uma manhã no Tribunal mas pouco mais fizeram do que identificar-se e ouvir o juiz presidente do colectivo a avisar desde logo que o julgamento será demorado, que há muitas testemunhas, o caso é complexo e os mesmos magistrados têm outros processos em mãos, alguns tão complexos como este.

...

Ler Mais

25 Jan 2011 17:04
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

1. Uma breve história da Apple (New York Times)

 

2. O mito da competitividade do Presidente Obama (Paul Krugman)

 

3. Obama em alta em dia de discurso do estado da União (Financial Times)

 

4. Davos visto pela Reuters e pelo FT 

 

5. Apresentação do IGCP aos investidores, com quantificação dos dias de greve em Portugal

 

6. A Wikileaks matou os off-shores? (Bloomberg)

...

Ler Mais

25 Jan 2011 14:30
Colocado por: Pedro Romano
Comentários (1)
 

O indicador mais comummente utilizado para avaliar a rigidez do mercado laboral é o Employment Protection Legislation (EPL), um índice calculado pela OCDE que tenta captar os entraves legais à contratação e despedimento. Pontos fortes: é simples, fácil de interpretar, abrangente e está disponível para um conjunto alargado de países. Mas, baseando-se no que diz a Lei, tem a infeliz limitação de poder ser enganador sempre que as práticas concretas dos empregadores forem diferentes das prescrições legais - seja por falta de fiscalização, seja por problemas de interpretação ou aplicação da Lei.  

...

Ler Mais

25 Jan 2011 8:00
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (230)
 

Grande parte da acção e da tensão sobre a crise de dívida pública portuguesa dos últimos meses concentra-se no discreto 6º andar do número 57 da Avenida da República em Lisboa. É aí que neste momento trabalham alguns os mais importantes economistas e gestores financeiros do país: os que gerem a nossa dívida pública que, desde há pouco mais de um ano, se encontra sob forte pressão.   

...

Ler Mais

25 Jan 2011 7:45
Colocado por: Editor
Comentar este Post
 

Nota do editor: Miguel Morgado, de "O Cachimbo de Magritte", aceitou o convite do massa monetária e,  até ao final de Fevereiro, publicará os seus posts também nesta casa.

 

Lembraram-se alguns agora da evidência do "protesto" e do "afastamento dos políticos relativamente aos eleitores". Muito conveniente. Mas eu posso dizer a todos estes meninos que o "protesto" e o "afastamento" já cá moravam há muito tempo. Ou ainda não se tinham apercebido? Não quero pensar que chegaram a imaginar que o "protesto" nasceu convosco. Recuso-me a alimentar pensamentos dessa índole. Mas em todo o caso sempre posso dizer aquilo que todo o português vos podia ter dito: o abençoado "protesto" está cá, já cá estava e veio para durar.

...

Ler Mais

24 Jan 2011 17:23
Colocado por: Editor
Comentar este Post
 

Nota do editor: Miguel Morgado, de "O Cachimbo de Magritte", aceitou o convite do massa monetária e,  até ao final de Fevereiro, publicará os seus posts também nesta casa.

 

A retórica socialista já está a tratar de diminuir a vitória de Cavaco Silva. A abstenção, o truísmo de 53% não serem 58%, nem 62%, nem 80%, o frio, a chuva e o resto. Tudo servirá para dizer que a autoridade - não a legitimidade, é certo - do PR já teve melhores dias e que isso deverá reflectir-se no uso pleno das suas competências e prerrogativas constitucionais. É compreensível. A máquina socialista cuida da sua própria sobrevivência, cada vez menos provável à medida que os dias passam.

...

Ler Mais

24 Jan 2011 17:19
Colocado por: Marlene Carriço
Comentar este Post
 

683 milhões

 

Os portugueses gastaram menos 683 milhões de euros em medicamentos em 2010 face ao ano anterior, num mercado avaliado em cerca de 2,4 mil milhões de euros. Ao todo, o número de embalagens vendidas caiu 13 milhões para 658 milhões. De acordo com os dados da IMS Health, divulgados pelo "DN", esta quebra na venda de medicamentos foi suportada em exclusivo pelos medicamentos de marca.

...

Ler Mais

24 Jan 2011 15:16
Colocado por: Editor
Comentar este Post
 

Nota editor: João Galamba, do Jugular, aceitou o convite do massa monetária e,  até ao final de Fevereiro, publicará os seus posts também nesta casa.

 

No dia 12 de Janeiro a Comissão Europeia (CE) publicou um documento intitulado Análise Anual do Crescimento: uma resposta global da UE à crise. Trata-se do documento que inicia o chamado Semestre Europeu e que enquadra um novo ciclo coordenação das políticas económicas ao nível europeu. As notícias não são boas. Estamos perante um típico exemplo daquilo que Paul Krugman designou de Idade das Trevas da Macroeconomia.

...

Ler Mais

24 Jan 2011 13:00
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

1. Quais são as melhores escolas: privadas ou escolas publicas? (Ladrões de Bicicletas)

 

2. Gere 47 mil milhões de libras e é mãe de nove filhos. Quotas para mulheres? Nem pensar (Guardian)

 

3. Há as preocupações oficiais de Davos e depois há as preocupações económicas de Davos. E nessas, a China e Europa é que contam (Real Time Economics)

 

4. Inflação e capacidade de produção no mundo (Paul Krugman)

 

5. Portugal: um problema económico e político (The Portuguese Economy)

 

6. Várias caras da Justiça (Slate) 

 

7. Será que o seu voto conta mesmo (Independent Review) 

 

8. Microfundações para a revolução na Tunisia. E não só (Stumbling and Mumbling)

...

Ler Mais

24 Jan 2011 12:04
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

O Presidente da Republica reeleito marcou o discurso de vitória com um ataque directo aos que entenderam ser importante esclarecer, em campanha eleitoral, o teor da relação do Presidente com o BPN (devido a compra e venda de acções da SLN e à sua casa do Algarve). Em campanha, Cavaco disse que apenas voltaria a falar desses temas após as eleições. Cumpriu e fê-lo logo no discurso de vitória. O povo falou, disse. 

...

Ler Mais

24 Jan 2011 8:00
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (2)
 

 

O primeiro "Frente a Frente" terminou na sexta-feira à noite. Entre os mais de 400 leitores que votaram, cerca de 80% apoiou a tese de que a proposta inicial do Governo para a alteração do estatuto dos magistrados não consubstanciava um ataque à sua independência.

 

O "Frente a Frente" é um modelo de debate inovador que, a partir de posições opostas de dois convidados, convoca os leitores a participar através de comentários e votos sobre um tema/questão. Os convidados apresentam argumentos e contra-argumentos em dois momentos diferentes no tempo de forma a permitir um debate com evolução nos argumentos usados de parte a parte.

 

O debate sobre as alterações aos estatutos durou três dias: entre a manhã de quarta-feira e as 19 horas de sexta-feira visualizaram a página de argumentos e contra-argumentos 1.169 pessoas, votaram 461 e comentaram 29.

 

...

Ler Mais

21 Jan 2011 16:13
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

Nota editor: No "Reacção dos Economistas" pode ler, sem edição do Negócios, a análise aos principais indicadores económicos pelos gabinetes de estudos do Montepio, MillenniumBCP e NECEP (Universidade Católica), isto sem prejuízo de outras contribuições menos regulares. Esta é parte da "matéria-prima" com que o Negócios trabalha e que agora fica também ao seu dispor.  

 

Crédito desacelera e a economia terá entrado em terreno negativo em Dezembro, mede o Banco de Portugal. João César das Neves professor na Universidade Católica, e Rui Serra, economista-chefe, e José Miguel Moreira, do Montepio, analisam os indicadores de conjuntura do BdP.

...

Ler Mais

21 Jan 2011 15:55
Colocado por: Pedro Romano
Comentários (2)
 

Qual vai ser o impacto da consolidação das contas públicas de 2011 no crescimento económico? Uma parte deste efeito é directo, através da quantidade de bens e serviços comprados pelo Estado; mas outra parte depende da forma como os restantes sectores institucionais reagirem às restrições orçamentais impostas.

...

Ler Mais

21 Jan 2011 13:45
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

1) João Rodrigues responde a Nuno Garoupa sobre a crise e o euro (Ladrões de Bicicletas)

2) Lisboa sinaliza o fim dos soberanos sem risco (Financial Times)

3) A "sondagem" do Sol e a selva pura e simples (Margem de erro)

4) Basileia III e com Dodd Frank ainda vai dar que falar (Felix Salmon)

5) Vale a pena controlar capitais? (VOX)

6) A vida depois do capitalismo (Project Sindicate)

7) Optimismo alemão no máximo de 20 anos (Bloomberg)

...

Ler Mais

21 Jan 2011 13:18
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

O aviso é de Yu Yongding, ex-consultor do banco central chinês, num texto escrito no Financial Times esta semana, que considera que a China precisa ajuda a definir a sua estratégia de investimentos, nomeadamente ao comprar obrigações de Portugal e Espanha.

...

Ler Mais

21 Jan 2011 0:27
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (32)
 

 

Hoje é dia de contra-argumentos e de votação final. João Palma não gostou da análise de Nuno Garoupa e contra-ataca. O professor de Direito, mais comedido, insiste que a proposta governamental inicial não é a melhor, mas que em nada afecta a independência dos magistrados. Pelo contrário.

 

Desde quarta-feira já votaram mais de 370 leitores que deram, até à manhã de hoje, uma larga maioria ao "Não" (perto de 80%). O "Sim" defendido pelos magistrados recebeu 20% dos votos, mas conseguiu a maioria dos comentários de apoio. Poderá votar e comentar até hoje ao fim do dia. 

 

Entrentanto, ontem, o Governo e o PS terão mesmo recuado face às criticas da oposição e dos magistrados. Os subsídios de renda já não deverão ser tributados em sede de IRS, embora se deva manter o aumento da idade da reforma para os 65 anos em 2020 – tal como acontece no regime geral de Segurança Social – e o aumento, até 2014, do número mínimo de anos de trabalho dos 36 para 40.

 

Nuno Garoupa é professor na Universidade de Illinois e investigador na área do Direito. João Palma é presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público.  

 

...

Ler Mais

20 Jan 2011 17:10
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (3)
 

Nota editor: No "Reacção dos Economistas" pode ler, sem edição do Negócios, a análise aos principais indicadores económicos pelos gabinetes de estudos do Montepio, MillenniumBCP e NECEP (Universidade Católica), isto sem prejuízo de outras contribuições menos regulares. Esta é parte da "matéria-prima" com que o Negócios trabalha e que agora fica também ao seu dispor.  

 

O défice do Estado foi maior em 2010 do que em 2009, revelou a DGO. José Miguel Moreira, do Montepio analisa os resultados orçamentais.

...

Ler Mais

20 Jan 2011 12:37
Colocado por: Manuel Esteves
Comentar este Post
 

Crédito: Pedro Elias

 

Cavaco Silva prepara-se para ser reeleito para a Presidência da República. As sondagens não deixam grande margem para dúvidas e a vitória começa a desenhar-se com contornos cada vez mais nítidos. Sem contestar o favoritismo óbvio, vale a pena questionar, contudo, o seu desempenho eleitoral enquanto candidato à Presidência da República.

...

Ler Mais

20 Jan 2011 11:30
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (5)
 

1) Grandes festas em 1600 Pennsylvania Avenue, Washington DC (imagina-se algo mais sóbrio com Hu Jintao)

 

2) John Maynard Keynes aos olhos de Friedman

 

3) Sombras chinesas no mundo das obrigações 

 

4) Regras orçamentais baixam o risco soberano, diz a Comissão

 

5) A sucessão de Trichet vista pelos franceses

...

Ler Mais

19 Jan 2011 16:39
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (5)
 

Nota editor: Miguel Morgado, de "O Cachimbo de Magritte", aceitou o convite do massa monetária e,  até ao final de Fevereiro, publicará os seus posts também nesta casa.

 

O meu problema com a narrativa que os nossos socialistas adoptaram com o fervor dos prosélitos, a de que a crise que vivemos actualmente é, apenas e só, uma crise sistémica do euro, não incide nas múltiplas "falhas" agora diagnosticadas à "arquitectura" do euro. Que a arquitectura do "euro", quando analisada pela perspectiva da teoria das "zonas monetárias óptimas" e de outras teorias adjacentes, tinha falhas é óbvio. Mas foi sempre óbvio. O facto foi assinalado vezes sem conta antes mesmo da adopção do euro.

...

Ler Mais

19 Jan 2011 13:27
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

Nota editor: No "reacção dos economistas" pode ler, sem edição do Negócios, a análise aos principais indicadores económicos pelos gabinetes de estudos do Montepio, MillenniumBCP e NECEP (Universidade Católica), isto sem prejuízo de outras contribuições menos regulares. Esta é parte da "matéria-prima" com que o Negócios trabalha e que agora fica também ao seu dispor.  

 

A actividade económica em Portugal está a abrandar, mede o INE. José Miguel Moreira, do Montepio e Bárbara Marques, do MillenniumBCP analisam a síntese económica de conjuntura do instituto.

...

Ler Mais

19 Jan 2011 13:09
Colocado por: Pedro Santos Guerreiro
Comentar este Post
 

Portugal emitiu hoje dívida a 1 ano mais caro do que a Alemanha a dez anos. Mesmo assim, estamos felizes. Apenas porque ganhámos tempo. Pouco tempo.

 

 

...

Ler Mais

18 Jan 2011 20:01
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (17)
 

por Pedro Santos Guerreiro, psg@negocios.pt

 

O Negócios acaba de noticiar que o Grupo Espírito Santo vendeu a Escom, a sua participada em Angola, que inclui os seus negócios nos diamantes, energia, imobiliário, obras públicas... Não se sabe ainda pormenores sobre o "encaixe" - e que destino ele terá. Mas não é preciso ser bruxo para reconhecer uma venda de activos.

...

Ler Mais

18 Jan 2011 15:50
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

Nota editor: João Galamba, do Jugular, aceitou o convite do massa monetária e,  até ao final de Fevereiro, publicará os seus posts também nesta casa.

 

A chamada crise da dívida soberana é uma ficção política com um objectivo muito claro: permitir manter a ilusão de que, salvo alguns ajustamentos pontuais, a arquitectura institucional da zona euro está, na sua essência, correcta. Isto permitiu transformar um sintoma - a desconfiança dos mercados em relação à solvabilidade dos países periféricos, que se reflectiu numa subida do seu custo de financiamento - na causa do problema: porque os países periféricos quebraram os seus compromissos, estão a ser justamente penalizados e têm de mostrar, através da sua própria vontade, que são capazes de inverter a situação e recuperar a confiança dos mercados.

...

Ler Mais

18 Jan 2011 13:28
Colocado por: Manuel Esteves
Comentar este Post
 

O debate reacendeu-se com o deflagrar da crise financeira internacional e perante a manifesta incapacidade de muitos economistas e analistas identificarem e denunciarem, atempadamente, os excessos do sector bancário. Muitos apontam hoje as ligações e interesses profissionais dos economistas como a principal explicação do seu silêncio e "desatenção".

...

Ler Mais

18 Jan 2011 11:29
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

1) Pita Barros defende as novas taxas na Saúde;

2) Mankiw olha para a mobilidade económica e social nos EUA e Europa

3) WSJ olha para a dança de cadeiras no BCE (ainda antes da saída de Trichet); A Bloomberg também

4) Krugman pergunta: pode a Europa ser salva?

5) Um resgate a Portugal só vai piorar a crise europeia (pode também gostar de ler algumas das opiniões em "uma questão de solvência")

6) A China emprestou mais dinheiro a economias em desenvolvimento do que o Banco Mundial

7) Agora sim, os testes à banca serão sérios, diz BCE

8) Obama e Hu menos tensos?

9) China lança curso anti-corrupção

...

Ler Mais

18 Jan 2011 3:15
Colocado por: Bruno Simões
Comentários (67)
 

1,3%

 

Em Espanha as regiões autónomas poderão ter um défice orçamental de 1,3% do PIB em 2011. Este é pelo menos o limite imposto pelo governo central. O problema, que começa a preocupar o Governo e alguns investidores, é o facto de muitas das regiões estarem a desafiar o número. Segundo o El País, entre 15 regiões, oito planeiam ultrapassar a meta, e três ainda não apresentaram planos para este ano. 

...

Ler Mais

18 Jan 2011 2:38
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (4)
 

 

Apesar dos recentes sucessos, as taxas de juro em mercado secundário, sejam irlandesas ou gregas, sejam portuguesas, espanholas ou belgas mantêm-se teimosamente próximas de máximos. Uma explicação plausível para este comportamento dos investidores encontra-se no cepticismo crescente sobre a probabilidade de sucesso dos actuais e futuros planos de resgate na Europa

...

Ler Mais

13 Jan 2011 20:47
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (2)
 

Num texto publicado ontem no Financial Times, Kenneth Rogoff, ex-economista chefe do FMI, analisa as perspectivas cambiais no mundo para 2011. para o fazer, Rogoff evidencia as contradições de política económica adoptadas nos EUA, Europa e China. Sobre o Velho Continente diz que "é difícil saber por onde começar" no elencar de problemas, razão pela qual defende que "o euro parece preparado para vencer a corrida para baixo". Entre as contradições está a forma como a Zona Euro parece estar a pedir aos periféricos que sofram indefinidamente.

...

Ler Mais

11 Jan 2011 13:12
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 
  1. O impacto na construção no desemprego estrutural nos EUA
  2. O meio erro de Krugman
  3. Colocação (mistério) de dívida portuguesa no centro da atenção internacinonal
  4. Eichengreen avisa para os riscos cambiais
  5. Japão também vai comprar dívida europeia
  6. Capitalismo tem de provar que consegue fazer melhor
...

Ler Mais

11 Jan 2011 8:20
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (1)
 
Pelos vistos foi mesmo isto que aconteceu em Portugal. Como podem ler na edição de hoje do Negócios, a introdução de banda larga nas escolas portuguesas entre 2005 e 2009 implicou uma deterioração das notas...

Ler Mais

10 Jan 2011 12:33
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

O problema não é novo, mas a coisa fica sempre mais excitante quando nos aproximamos dos grandes momentos. Ao que parece os governos europeus continuam a achar que intervencionar uma economia a seguir a outra resulta . O problema, claro está, é que até agora, resgatar um país, foi apenas um passo intermédio para o resgate seguinte. Isso mesmo leva Wolfgang Munchau, no seu artigo de opinião no Financial Times, a lembrar que depois de Portugal e Espanha, vêm a Bélgica e a Itália. Fomos olhar para as situações e previsões de crescimento e orçamentais destes países. Quando os mercados descobrirem... 

...

Ler Mais

10 Jan 2011 12:11
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (1)
 

5 Jan 2011 18:48
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentar este Post
 

 

Crédito: Pedro Elias. 29.09.10, Conselho de Ministros, Lisboa.

...

Ler Mais

5 Jan 2011 18:36
Colocado por: Rui Peres Jorge
Comentários (3)
 

As últimas emissões de dívida pública portuguesa têm sido tudo menos animadoras. Esta é pelo menos a opinião da maioria dos economistas e analistas. Mas há excepções: numa pequena aldeia no Terreiro do Paço em Lisboa mantém-se um conjunto de optimismas irredutíveis, encabeçados por Carlos Costa Pina, o secretário de Estado do Tesouro.

...

Ler Mais

 

 
  • Frente a Frente

     

    Deve Portugal reestruturar a sua dívida pública?

     

    Acabou o Frente-a-Frente: os leitores do Negócios dividiram-se pela metade: entre os 1143 votos, 50,5% foram favoráveis à reestruturação defendida por Ricardo Cabral, e 49,5% opuseram-se a tal solução, alinhando com Pedro Rodrigues.
     

    Só no massa monetária, os argumentos foram consultados mais de duas mil vezes, e entre blogue e edição online os leitores ofereceram quase cinco dezenas de comentários. O Massa Monetária agradece aos convidados e a todos os leitores o empenho e os contributos para o debate e a reflexão.

     

    Até breve num outro Frente-a-Frente

 

Caderno de Encargos

O “massa monetária” é um espaço de análise de Economia e políticas públicas. Esta é mais uma porta de relacionamento com os nossos leitores, a qual será construída de reflexões e comentários dos jornalistas da casa e da comunidade Negócios. Todos são bem vindos ao debate construtivo.

 

Equipa Permanente

 
Ok
 

Categorias

 

Os Mais Recentes

 

Arquivo

 

Outras Massas

 

RSS