Um treinador sem classe
05 dezembro de 2014 | 19:08
Colocado por: LuísAvelãs


Sempre defendi, defendo e - tenho a certeza - defenderei que em qualquer equipa, independentemente da modalidade, só ao treinador cabe a tarefa de decidir quem joga, quem arranca como suplente ou quem assiste aos compromissos oficiais na bancada.

Vem isto a propósito das recentes declarações de Nuno Espírito Santo sobre a situação de João Pereira no Valencia. O técnico em causa, mesmo tendo uma folha de serviços com pouca expressão nesta tarefa (pese o bom desempenho ao leme do Rio Ave), possui toda a legitimidade para considerar que na sua equipa deve alinhar o jogador A ou B e não o C ou D. Mas, até para salvaguarda da sua própria imagem e da credibilidade que precisa de ter para ser encarado como alguém responsável, devia ter pensado duas vezes antes de passar um atestado de incompetência ao lateral direito de 30 anos que, pelos vistos, parece ter desaprendido de jogar de futebol de um dia para o outro.

Nuno pode considerar que Barragán e João Cancelo são melhores que João Pereira. Admito até - apesar de discordar por completo - que possa ter razão nessa avaliação. Mas, alguém com classe, não teria dito o que disse, nem da maneira que o fez. Ficou mal na fotografia, mexeu com o profissionalismo de um futebolista que, até à sua chegada, era peça importante na equipa e um dos elementos mais acarinhados pelos adeptos.

Mas, recuemos uns tempos. Alguém considera ser possível que Nuno tivesse um conhecimento futebolístico mais aprofundado sobre Barragán e João Cancelo em relação a João Pereira? Eu não! O primeiro, apesar de ter passado nas selecções jovens, nunca foi um elemento de primeiro plano no contexto do futebol espanhol. Já Cancelo – igualmente com registo de qualidade na formação – somava apenas breves minutos na equipa principal do Benfica. Teria Nuno observado assim tantas partidas da formação da B das águias ou dos juniores? Não acredito. Pelo contrário, tenho a certeza que viu João Pereira actuar inúmeras vezes. Com a camisola encarnada, com a do Sporting, a do Valencia e, claro, a da principal Selecção Nacional. Isto só para referir as de maior nomeada.

Sendo assim, penso que quando chegou a Valencia o técnico estava mais identificado com João Pereira do que com os outros dois concorrentes para a posição de lateral direito. Mas, admito, a pré-época, os vários treinos realizados, podem ter contribuído para considerar que, afinal, o mais experiente era apenas o terceiro (e último) nesta corrida. Mas, se foi assim, qual a razão para a 20 de Setembro, antes do jogo com Getafe, ter dito que João Pereira "tem sido exemplar, faz parte do plantel apesar de não estar a ser opção nesta altura. É um profissional muito sério e conto com ele"?

Nuno, por esta ou aquela razão (e não tem de a explicar), tem legitimidade para fazer o que quer com os seus jogadores, mas devia aprender a ser mais comedido, a utilizar as palavras com outro cuidado. Dito de outra forma: devia saber driblar as questões dos jornalistas. Não sou grande apologista dessa forma de estar, mas considero-a mais inteligente e sensata do que passar atestados de menoridade a alguém que soma 40 internacionalizações pela Selecção Nacional, alguém que não sendo o melhor lateral direito do planeta não deve ter estado, por exemplo, no último Mundial só por acaso.

Ao dizer o disse, Nuno até desconsidera os anteriores treinadores de João Pereira, com particular destaque para Paulo Bento. Tinha necessidade de o fazer? Claro que não, mas se calhar tinha obrigatoriedade. Sim, sim, essa é uma forte possibilidade, pois só quem anda distraído é que ainda não percebeu o cerne de todo este “filme”. Vamos, então, resumi-lo: Nuno está no Valencia devido ao empresário que tem e João Pereira deixou de contar no clube espanhol porque, entretanto, mudou de agente. Alguém duvida? Então expliquem lá como é que jogadores sem grande cartel como Cancelo ou Filipe Augusto também chegaram ao clube valenciano de um dia para o outro?

Em resumo: Nuno pode saber muito de futebol e até vir a ter uma carreira de técnico de sucesso. Por enquanto ainda não deixou de ser uma promessa e se está nessa etapa muito tem a agradecer a quem o “empurrou”. Já João Pereira, até depois de ser enxotado por José Veiga no Benfica, deu a volta e chegou longe. Fará o mesmo a partir de Janeiro? Acredito mais nisso do que no sucesso de Nuno a longo prazo. É que quem não se dá ao respeito, mais tarde ou mais cedo acaba por ser vítima disso mesmo.

 
Tags: , , , comentar link do post
 

Os brasileiros “descobriram” Scolari e não só
15 julho de 2014 | 19:31
Colocado por: LuísAvelãs
O Mundial já acabou e, no final, a festa foi alemã. Não se pode dizer que tenha sido uma grande surpresa, embora esta fosse a primeira vez que uma selecção europeia conquistou...
 
Tags: , , , , 2 comentário(s) link do post
 

A maior humilhação da história do futebol
09 julho de 2014 | 00:00
Colocado por: LuísAvelãs
Os livros sobre a história do futebol mundial estão repletos de goleadas. E se as equipas mais fortes aparecem quase sempre do lado certo desses embates atípicos, de vez a vez lá...
 
Tags: , , , , , 6 comentário(s) link do post
 

Mundial com novas regras
06 julho de 2014 | 22:15
Colocado por: LuísAvelãs
Nunca fui adepto dos jogos de futebol repletos de interrupções. Não conheço, aliás, ninguém que goste de assistir a partidas em que a bola está mais tempo...
 
Tags: , , comentar link do post
 

Réstea de esperança... injusta
23 junho de 2014 | 17:18
Colocado por: LuísAvelãs
Portugal ainda não está fora do Campeonato do Mundo, depois da goleada sofrida perante a Alemanha (0-4) e o empate (2-2) com os Estados Unidos. Mas, realisticamente, a probabilidade de atingir...
 
Tags: , , 3 comentário(s) link do post
 

É hora de ganhar ou... ganhar
19 junho de 2014 | 22:41
Colocado por: LuísAvelãs
A estreia portuguesa no Mundial do Brasil não podia ter sido pior (bom, caso os germânicos tivessem feito questão disso, ainda se arranjava algo mais negro...). A Selecção...
 
Tags: , , , 1 comentário(s) link do post
 

A Selecção e Quaresma
22 maio de 2014 | 18:29
 
Jesus não tem emenda
14 março de 2014 | 12:35
 
Eusébio: não o vi jogar, mas causou-me arrepios
05 janeiro de 2014 | 19:37
 
Ronaldo merece a Bola de Ouro
20 novembro de 2013 | 19:12
 
Obrigado Fernando... mas não!
31 outubro de 2013 | 22:03
 
O palhaço Blatter
29 outubro de 2013 | 19:25
 
Portugal (e Ronaldo) não pode falhar
21 outubro de 2013 | 18:38
 
Vítor Pereira: um campeão das Arábias
08 junho de 2013 | 23:07
 
Mourinho: mais um desaire a caminho
21 maio de 2013 | 18:38
 
João Capela: o último saco
22 abril de 2013 | 18:18
 
A nova guerra de José Mourinho
02 abril de 2013 | 23:12
 
Mundial continua distante
28 março de 2013 | 17:17
 
João Rocha: o presidente que falta ao Sporting
08 março de 2013 | 19:51
 
Portugal humilha os seus atletas
22 fevereiro de 2013 | 18:16
 
Cardozo é mesmo assim
14 fevereiro de 2013 | 21:38
 

PUBLICIDADE

Pesquisa

Sobre este Blog

Mais do que ver o que se passa à nossa volta é importante olhar “a sério”. Num planeta cada vez mais globalizado - e onde a informação circula a uma velocidade estonteante – é impossível estar atento a tudo, mas falhar o essencial é um erro grave. Este será um espaço com particular atenção ao desporto, mas onde todas as áreas serão susceptíveis de abordagem. Comentar, analisar e suscitar a discussão saudável são os propósitos desta experiência jornalística, mas igualmente de cidadania.

Autor

» Olhos de Ver
por Luís Avelãs

O gosto pelas letras, pelos jornais, começou cedo, antes de entrar na escola. A razão dessa paixão sempre foi um mistério. Aos 17 anos, depois de uma primeira tarde a experimentar ser jornalista, a decisão estava tomada. Era isto que queria. Foi há muito tempo...

 

 

Arquivo

Outros Blogs Record

» Blog do Magalhães
por António Magalhães

» Campo Novo
por Nuno Farinha

» Lado B
por Bernardo Ribeiro

» Quinta do Careca
por Alexandre Pais

» Mercado Aberto
por João Rui Rodrigues

» Futebol e Algo Mais
por Luís Pedro Sousa

» Semanada
por António Varela

» Honores Liga
por Miguel Amaro

» Mafarrusco
por Paulo Renato Soares

» Entrada a pés juntos
por João Seixas

» Bola na Área
por Eugénio Queirós

» Cláudia Futsal
por Cláudia Marques

» Paixão Internacional
por Hugo Neves

 
SSO LOGIN