Primeiro dia no Jardim (vídeo)
08 Junho de 2011 | 17:49
Colocado por: eugenio queiros
 

Reparem bem na sequência.

Jesus saiu do Sp. Braga para o Benfica.

Domingos Paciência para o Sporting.

E Jardim?

 
Tags: , , , , , , ,
 

Comentários

# Contrazarau disse em 08-06-2011 às 17h58

Lá se foi a média de comentários...

Mas este Jardim para o ano está a substituir o J.J.....

# pedromiguelslb disse em 08-06-2011 às 19h13

Dizem maravilhas deste Leonardo Jardim,mas sinceramente nunca vi nada d mais nele! Subiu d divisao com o Beira Mar,e abandonou o barco a meio desta temporada,deixando a equipa abaixo do meio da tabela! Realmente,mais vale cair em graça do q ser engraçado!

# True.Blue disse em 08-06-2011 às 20h41

O Título do Post deveria ser:

Um Jardim na Pedreira

:-)

# True.Blue disse em 08-06-2011 às 20h44

Este é mais um para fazer 'estágio' e tirar uma pós-graduação..

depois, se mostrar estofo, sobe de patamar.

Onde se prova que Domingos ia ser deixado pendurado.. felizmente (para ele) conseguiu eliminar o Liverpool e melhor ainda, Godinho Lopes, venceu as eleições.

# True.Blue disse em 08-06-2011 às 20h45

Há quem diga, defenda que este Salvador é o novo PC. Eu diria antes que ele tem mais parecenças, semelhanças com o L F Vígaro. Um novo rico que julga que o dinheiro tudo compra!!

# João Costa disse em 08-06-2011 às 21h44

Pedro Miguel, se calhar nunca prestaste é atenção.

Conheço-o desde os tempos em que orientava o Camacha. E era a equipa que melhor futebol praticava na II Divisão (algo que não é fácil). Depois seguiu para o Chaves e aí conseguiu a primeira de duas subidas consecutivas, levando os transmontanos ao futebol profissional. Assina pelo Beira-mar (depois de uma rábula com António Fiúza, porque esteve a uma assinatura de ser o treinador do Gil nesse ano ) e sobe a equipa logo no primeiro ano. Quando dizes que abandonou o barco a meio da temporada, devias era pensar que ele conseguiu aguentar ano e meio a trabalhar e motivar jogadores com salários em atraso (para além das sucessivas crises directivas) e mesmo assim conseguiu a subida.

É verdade que mais vale cair em graça do que ser engraçado, mas se fores ver a carreira do homem, ela é tudo menos um exercício de piada...

Saudações!!!

# GB-Benfica disse em 08-06-2011 às 22h53

E jesualdo saiu para onde? Excelente visão Eu, génio.

# João Costa disse em 08-06-2011 às 22h56

Jesualdo saiu do Braga para o Boavista...

# Contrazarau disse em 09-06-2011 às 00h30

Jesualdo para o Boavista ...

J.J- para o benfica...

Domingos para o Sporting...

O Braga anda a fornecer treinadores aos outros.

Onde irá a seguir este Jardim?

# Georg Hegel disse em 09-06-2011 às 08h43

Bom dia

Pedro Miguel, nesta estou com o João Costa. O Leonardo Jardim, que tenho o prazer de conhecer bem, é um treinador da nova vaga, de mão cheia, daqueles que não engana.

Independentemente do escalão em que treinou fez sempre óptimos trabalhos (Camacha, Chaves e Beira Mar). No Chaves e no Beira Mar apanhou clubes completamente depauperados financeiramente e, mesmo assim, conseguiu blindar o balneário, pôr os jogadores à margem das polémicas e inculcar-lhes a ideia que a época presente é sempre um investimento para a próxima, por isso, apesar das dificuldades, o importante é não esmorecer.

A par desta forma de abordar mentalmente o balneário é um obcecado pela perfeição nos aspectos tácticos do jogo, adepto do 4x2x3x1, com dois pivots defensivos.

Subiu o Chaves e o Beira Mar, tendo sido campeão no clube de Aveiro na Liga Vitalis (era assim que se chamava).

É uma pessoa introvertida e isso pode constituir-ne num problema em termos de comunicação e é o mais puro exemplo de pragmatismo (esqueçam o amor à camisola) e valoriza tremendamente a sua carreira.

Exemplo disso é a saída de Aveiro onde, depois de ter feito um grande trabalho, preferiu saír a meio, já com o acordo com o Braga firmado (toda a gente já sabia para onde ele ia), via FCPorto (foi o intermediário no processo),  para não correr o risco de terminar a época mais perto do fundo (como veio a acontecer) do que do topo, o que poderia provocar uma maior desconfiança dos braguistas.

O que Leonardo Jardim ainda não experimentou foi o peso da herança e a que lhe deixa Domingos é tremenda. Veremos como se sai. Mas, pelo que conheço de Jardim, dificilmente o Braga poderia ter escolhido melhor.

Aliás, do meu ponto de vista, faz parte do Top 4 de treinadores na última época: Villas-Boas, Domingos, Rui Vitória e Leonardo Jardim...

Os comentários estão reservados para Utilizadores Registados.




PUBLICIDADE

Pesquisa

Sobre este Blog

Bola na Área está online desde 2004, depois de ter sido criado por um grupo de jornalistas da área do desporto. Hoje funciona em registo "one man show" no site de Record, tendo atingido em agosto de 2014 o seu recorde mensal de visualizações (328.021). O seu autor iniciou a profissão ainda na década de 70, como colaborador desportivo de "O Comércio do Porto" e "O Norte Desportivo", e passou por diversos jornais e revistas: "Gazeta dos Desportos", "Correio da Manhã", "Jornal de Notícias", "24 Horas", "A Bola", "Record", "Querido Inimigo", "Mundial" e "Doze".

Autor

» Bola na Área
 Eugénio Queirós

Nasceu em Matosinhos, fez o os estudos secundários na Escola Secundária Augusto Gomes, frequentou o Centro de Formação de Jornalistas do Porto e é licenciado em Arqueologia pela Faculdade de Letras do Porto. É sócio do Leixões, do Orfeão de Matosinhos e do Grupo Desportivo Aldeia Nova. É pai de uma sportinguista.

Siga o autor no

Arquivo

Outros Blogs Record

» Blog do Magalhães
por António Magalhães

» Campo Novo
por Nuno Farinha

» Lado B
por Bernardo Ribeiro

» Olhos de ver
por Luís Avelãs

» Mercado Aberto
por João Rui Rodrigues

» Futebol e Algo Mais
por Luís Pedro Sousa

» Semanada
por António Varela

» Honores Liga
por Miguel Amaro

» Mafarrusco
por Paulo Renato Soares

» Entrada a pés juntos
por João Seixas

» Cláudia Futsal
por Cláudia Marques

» Paixão Internacional
por Hugo Neves

 
SSO LOGIN