A chave do problema
06 Março de 2013 | 11:00
Colocado por: nfarinha19
 

É absolutamente indispensável que Xavi apareça a 100% no jogo com o AC Milan, na terça-feira. Da recuperação total do médio depende muito o sucesso do Barcelona nessa noite que se pretende épica, de reviravolta. Contra dois muros que o adversário vai colocar à entrada da sua área (talvez um desses muros fique mesmo dentro da área!), vai ser necessária muita paciência (Xavi tem como ninguém), muita circulação de bola (Xavi faz como ninguém) e muita criação de espaços (Xavi consegue como ninguém). Thiago é uma ótima solução para substituir Xavi na função. Iniesta igualmente e até Fàbregas pode assumir esse papel. Mas nenhum deles reúne essas três condições que o Barcelona vai precisar na construção ofensiva. Sem Xavi, a missão será quase impossível. E neste sábado, contra o Corunha, é obrigatório fazer descansar pelo menos meia equipa. Até Messi, desta vez, poderia ficar reservado para a Champions. Contra o Corunha, eu apostava neste onze:
Pinto; Montoya; Bartra, Mascherano e Adriano; Song, Thiago e Fàbregas; Alexis, Villa e Tello. Tem de ser.

 
Tags:
 

Comentários

# Eduardo Muñoz disse em 06-03-2013 às 11h29

"Até Messi, desta vez, poderia ficar reservado para a Champions" - Várias vezes isso poderia ter acontecido. Messi é sobre-humano mas precisa de descansar. Fisica e psicologicamente.

Dificil mas não impossivel. Se não sofrer nenhum golo, passa o Barcelona.

Contra o Deportivo é rodar a equipa, independentemente do que resultado. O importante, por agora, é o AC Milan.

# disse em 06-03-2013 às 13h43

Acho muito difícil o Barça passar com muita pena minha e creio que nestes dias tem havido demasiadas declarações a afirmar a confiança na passagem. Claro que a confiança é uma coisa boa, mas, na minha opinião, deviam estar mais recatados para terem uma maior interiorização da árdua tarefa que têm pela frente. Não temos jogado nada, a equipa não troca a bola objectivamente, está pouco agressiva e defensivamente está uma lástima. Creio que mais do que Xavi e/ ou Messias, o que o Barça precisa é mesmo de um milagre.

Cumprimentos

# mokleta disse em 06-03-2013 às 16h37

Como o Milan ganhou em casa 2-0, é perfeitamente possível para o Barça fazer um resultado igual em Camp Nou, por muito fechados que os italianos estejam. O Barça joga sempre contra equipas muito fechadas e acho que qualquer um desses três médios é bem capaz de encontrar espaços onde "não existem", para o Messi ou outro qq "espatar" lá duas no fundo da baliza. O problema pode ser cá atrás.. se o barça sofre um golo, aí é que as coisas se complicam muito. E todos sabemos como as equipas italianas são lixadas e a defesa do Barça anda a fazer muitas esparregatas ou lá como se chama. Por muito que digam que isto é a melhor equipa de sempre, não vejo o barça a sofrer um golo e a virar a eliminatória a seguir. Parece-me (só a minha opinião) que isso era para aquela equipa que virou o famoso jogo contra o atleti! Mas bora! O messi está lá na minha fantasy team..

# joao disse em 06-03-2013 às 18h19

Nuno, para quando o lancamento de Deulofeu e Rafinha na primeira equipa? O jogo com o Corunha podia ser uma boa oportunidade

# nfarinha19 disse em 06-03-2013 às 20h09

É verdade, João. Concordo. Acho que podiam perfeitamente estar no banco no próximo sábado. O Deulofeu, eventualmente, até poderia entrar de início. A equipa B está numa posição tranquilo, não há risco de nada. Logo, não será muito grave desfalcar a equipa de dois dos seus melhores jogadores. O Rafinha jogou de início com o Benfica, em dezembro, e o Deulofeu entrou para os últimos dez minutos, como saberás. Mas concordo que começa a ser altura para apostar de forma mais consequente nestes dois meninos. Abraço.

# bsendas disse em 06-03-2013 às 21h39

Também concordo que devem rodar a equipa, mas importante é recuperar jogadores que não têm jogado muito e que foram importantíssimos no passado: Mascherano, Song, Thiago e Villa.

Acho que devem tentar reduzir o número de vezes que jogam um futebol mais directo para o Messi. Faz falta voltar ao esquema antigo em que o primeiro passe era para o Xavi, que ele depois organizava o jogo.

# tic tac disse em 07-03-2013 às 01h23

Para além da importância "per si" (de Xavi), neste momento ainda se torna mais relevante, depois de Thiago não ter correspondido como se esperava (e se precisava). Adorava que ele soltasse o seu imenso futebol, mas, infelizmente, receio que Thiago, caso jogue contra o Milan, sinta a pressão deste jogo (e Thiago necessita de se sentir confiante, confiança que advém de se sentir importante dentro de uma equipa e de poder pegar na batuta - é assim que funciona Thiago).

Tem que se pôr Bartra a jogar, para se avaliar quais as reais necessidades para a próxima época.  

# Rumo Norte disse em 09-03-2013 às 02h04

O problema do Barcelona não é o cansaço da equipa, é a falta de alternativa de jogo. EU acho que o Pep saiu porque percebeu que não conseguiria implementar o que necessita para bater o Real e as grandes equipas da Europa. Em Espanha o Messi chega, mas fora de portas e contra o Real o Barcelona precisa não só de ter todas as peças a funcionar em pleno (e algumas, por mais que queiram, já não o conseguem) mas tem também que conseguir ter uma alternativa de jogo. É um problema de arrogância: o Barcelona pensa que é diferente, e acha que por ter o Messi a regra da redução à norma não se aplica. Benvindos à realidade!

# LRBCN disse em 09-03-2013 às 21h30

Rumo Norte, o Pep fartou-se de bater o Real Madrid e as grandes equipas da Europa - nenhum treinador ganhou tanto em tão pouco tempo como ele, onde é que ele não se viu capaz de implementar alguma coisa? Implementou, ganhou, e se houvesse dúvidas, ganhou mais que uma vez a Liga e a Champions, só para limpar as dúvidas.

A sua lógica é totalmente irracional, e baseada numa premissa descabida: a tal "arrogância" de que fala. Ora então para se construir um modelo arrogante começa-se a trabalhar um modelo de jogo desde os escalões mais jovens até que este modelo chega aos escalões superiores??? Isto seria francamente trabalhoso e pouco arrogante.

Quanto à falta de alternativa de jogo, eu vi variações na altura do pep e vi variações quando ficou o Tito. Aliás, muitos falaram das "Guardiolices" da época passada (3-4-3, 3-5-2, etc.), e este ano inúmeros também referiram as diferenças do Barça de Tito face ao anterior. Ora, se isto não são variações...

Os comentários estão reservados para Utilizadores Registados.




PUBLICIDADE

SIGA-ME EM...

Pesquisa

Sobre este Blog

"Ser adepto do Barcelona vai muito para além do puramente desportivo. É o sentimento de raízes, de valores e da identidade de um país: a Catalunha." (José Carreras). Pode ser que sim, mas ser adepto do Barcelona é, também, ter a possibilidade de escolher a perfeição. Adoptar o compromisso. Fechar os olhos e sonhar. Bem-vindo a este espaço de reflexão sobre a história e a actualidade do clube mais fascinante do Mundo, que tem e promete continuar a ter a marca UNICEF estampada nas camisolas. Campo Novo é a casa dos melhores: César, Helenio Herrera, Kubala, Ramallets, Kocsis, Luis Suárez, Rinus Michels, Udo Lattek, César Luis Menotti, Johan Cruyff, Migueli, Bobby Robson, Van Gaal, Frank Rijkaard, Josep Guardiola, Neeskens, Zubizarreta, Schuster, Koeman, Laudrup, Stoichkov, Hagi, Romário, Ronaldo, Rivaldo, Figo, Ronaldinho Gaúcho, Valdés, Puyol, Xavi, Iniesta ou Daniel Alves. Cabem lá todos. Até Deus passou por ali entre 1982 e 84. Chamavam-lhe era Diego. Um dia, porém, tudo mudou. A nave aterrou, abriu-se a porta e Messi saiu de lá. Para jogar um desporto parecido com futebol. Nada voltaria a ser como dantes. A nave continua aí. Quando tudo isto acabar, ele há-de regressar para o planeta a que pertence.

Autor

» Campo Novo
por Nuno Farinha

Jornalista desde 1990, com início de carreira profissional na Gazeta dos Desportos e simultaneamente na Foot. Passagens, depois, pelo Golo e pela FutebolMania (diretor). Pelo meio, esteve na Época, Nova Gente e dirigiu a TV 7 Dias e a TV Guia. Actualmente é jornalista do Record e, como já se percebeu, um assumido doente pelo Barcelona. Aliás, é sócio: 129.800. E assim será enquanto for preservada a fabulosa herança de Guardiola. Em 2012 e 2013 foi comentador da RTP no programa Zona Mista.

Arquivo

Outros Blogs Record

» Blog do Magalhães
por António Magalhães

» Lado B
por Bernardo Ribeiro

» Olhos de ver
por Luís Avelãs

» Quinta do Careca
por Alexandre Pais

» Mercado Aberto
por João Rui Rodrigues

» Futebol e Algo Mais
por Luís Pedro Sousa

» Semanada
por António Varela

» Honores Liga
por Miguel Amaro

» Mafarrusco
por Paulo Renato Soares

» Entrada a pés juntos
por João Seixas

» Bola na Área
por Eugénio Queirós

» Cláudia Futsal
por Cláudia Marques

» Paixão Internacional
por Hugo Neves

 
SSO LOGIN