Uma medida lamentável
18 Março de 2010 | 00:37
Colocado por: Bernardo Ribeiro
 

Escrevo poucas vezes sobre política por aqui. Tento até manter-me afastado do que é hoje um ninho de vespas, tantas vezes sem sentido e tão afastado das necessidades reais dos portugueses. Mas custa-me ver que o maior partido da oposição é actualmente de uma inabilidade política tal que consegue aprovar uma medida mesmo no final de festa que vem contra tudo aquilo que vem defendendo nos últimos meses. Não bastava já ter gasto tempo e dinheiro num congresso sem qualquer finalidade visível e por isso sem sentido, o PSD conseguiu ainda borrar a pintura e virar, uma vez mais, o discurso da asfixia democrática contra si, aplicando-o (a votos, veja-se o ridículo da coisa) na própria casa. Às vezes pergunto-me se tanta ausência de capacidade política será apenas incompetência ou se os tentáculos que os “laranjinhas” atribuem a José Sócrates serão tão poderosos que há já elementos cor-de-rosa a dar ideias tão tristes à oposição. Que coisa lamentável.

 
Tags:
 

Comentários

# anticorrupçao...... disse em 18-03-2010 às 12h10

Por favor deixa la a politica,estamos em un jornal desportivo.....para politica ja temos o cm.....ou otros.....fala-me de desporto,em geral e siguire o teu blog como sempre....

Os comentários estão reservados para Utilizadores Registados.




PUBLICIDADE

SIGA-ME EM...

Pesquisa

Sobre este Blog

Um espaço para reflexões, crónicas, desabafos, recados, trocadilhos, piropos e tudo que me der na real gana. Onde se vai falar de desporto, música, cinema ou apenas da vida. Real.

Autor

» Lado B
por Bernardo Ribeiro

Bernardo Ribeiro, formado em jornalismo pelo CENJOR e com frequência do curso de Comunicação Social da Universidade Católica, entrou como estagiário para o Record em 1992, com 20 anos, ficando um pouco mais de dois, nas secções de Internacional, Futebol e Modalidades. Antes colaborou com o semanário "Sete", com textos na área musical e estagiou nas rádios Antena1 e Minuto. Em 1994 integrou a secção Sporting do diário "O Jogo", onde permaneceu mais dois anos até regressar ao Record, também para fazer parte da editoria Sporting. O lançamento do diário "24 Horas", em 1998, e a hipótese de fazer parte de uma equipa que arrancava com um jornal do zero levaram-no à primeira redação do jornal fundado por José Rocha Vieira. Foi editor de Desporto e mais tarde subchefe de redação até à saída para "A Bola", em 2001, jornal em que desempenhou funções de editor durante dois anos. Um novo convite, em 2003, fê-lo voltar ao Record pela terceira vez.

Arquivo

Outros Blogs Record

» Blog do Magalhães
por António Magalhães

» Campo Novo
por Nuno Farinha

» Olhos de ver
por Luís Avelãs

» Quinta do Careca
por Alexandre Pais

» Mercado Aberto
por João Rui Rodrigues

» Futebol e Algo Mais
por Luís Pedro Sousa

» Semanada
por António Varela

» Honores Liga
por Miguel Amaro

» Mafarrusco
por Paulo Renato Soares

» Entrada a pés juntos
por João Seixas

» Bola na Área
por Eugénio Queirós

» Cláudia Futsal
por Cláudia Marques

» Paixão Internacional
por Hugo Neves