Regresso incrível
28 Março de 2010 | 23:41
Colocado por: Bernardo Ribeiro
 

Só o nega quem não quer ver. A clubite assim obriga, provavelmente. E nem era preciso o regresso de Hulk ser tão categórico como foi hoje, no Restelo, onde marcou e deu a marcar, para além de ter deixado mais duas ou três pinceladas de uma classe que lhe querem retirar. É tão óbvio que Hulk fez falta ao FC Porto e que o castigo falseou a verdade desportiva, como o facto de o Benfica ser um legítimo líder e não ter culpa da incompetência dos organismos que gerem o futebol português. E negar uma coisa tão evidente serve para quê?

Está de volta um dos grandes jogadores da liga portuguesa. Os que gostam de futebol festejam. Os outros... os outros não moram aqui.

 
Tags:
 

Comentários

# Diamantino A.Cunha Silva disse em 29-03-2010 às 01h44

...E logo contra o último classificado, o Belenenses, que havia sofrido até então apenas 33 golos!  É obra! Se tivesse jogado contra o Arsenal, e o Benfica na Luz, é minha convicção de que teria estilhaçado aquilo tudo!

Senhor Bernardo, parabéns pelo seu magistral artigo; por ser um dos poucos kinda vê, e, já agora, mande lixar os "outros", provavelmente roídos de inveja por não conseguirem ver o que o senhor vê!

Uns "imbejosos" essoutros, e, se calhar, mortinhos por morar aí!

Bem feito...

# Paulo Figas disse em 29-03-2010 às 08h23

A glorificacão do infractor...se o Hulk foi castigado a culpa foi só dele, ELE AGREDIU UM STEWARD, não percebo as constantes jogadas para escamotear esse facto. Sim, ele ;e um grande jogador, faz falta ao futebol Português, mas isso não implica que não se possa fazer justica. Ele e um exemplo para os mais novos, e como exemplo tem que se portar como tal, se faz o que fez tem que ser castigado, e pronto. O cantona não levou 8 meses por ter agredido um espectador??que fez o ManU??clubite e dos defensores destas agressões, que querem um futebol feito de casos. vergonha!!

# Tomas disse em 29-03-2010 às 12h38

A clubite é o principal problema do futebol em Portugal. Ver hoje defender os "coitados" dos Stewards pelas mesmas pessoas que diabolizavam o famoso guarda Abel e em sentido contrário ver os adeptos do clube do guarda Abel  responsabilizar o que se passa nos túneis pela decisão do campeonato, dava para rir se não fosse um problema sério. A mim dá-me vontade de chorar ver o Hermínio Loureiro demitir-se por ver reduzido drasticamente um castigo por agressão a Stewards, mas não se ter demitido por conviver com um regulamento que penaliza muito mais uma tentativa de agressão a um treinador adjunto do que uma dupla agressão a um jogador de futebol

# Gonçalo Ribeiro disse em 29-03-2010 às 13h46

Concordo que o Hulk fez falta ao Porto, agora não concordo que a verdade desportiva tenha sido falseada. Acho que o Porto com Hulk, poderia ganhar os jogos em casa que empatou, P. Ferreira e Olhanense, os mais recentes, mas nimguem poder dizer que o Porto ganharia ao Sporting em Alvalade, onde perdeu 3-0. O Hulk jogou até ao fim do jogo com o Benfica. O Porto ficou a 4 pontos. Daí para cá, o Benfica só perdeu 2 pontos em setubal, onde o árbito levou a pior nota desta liga. Mesmo ganhando os jogos todos, o Porto estaria a trás do Benfica. Se o Hulk tem jogado, quem sairia? Varela, que foi importante em muitos jogos?.

1 abraço

# thediff disse em 29-03-2010 às 13h53

Agora o que se devia passar era , o publico começar a dar achegas aos jogadores , e os seguranças nao mexerem o dedo..... para ver como era.........

e o vandinho? nao pode jogar? ah pois o Hulk é mais importante....por ser do fcp?

Saudaçoes

# António Sousa disse em 29-03-2010 às 14h48

Pois coitadinho do Hulk, é que parece que toda a gente se ESQUECEU das agressões perpetradas por este senhor!!! E pedia era ao senhor Bernardo Ribeiro que negasse a clubite dele!!!

# NFarinha disse em 29-03-2010 às 16h09

De facto, a única certeza que existe é que, sem castigo a Hulk, o Benfica continuaria hoje a ser líder. O resto... ninguém adivinha.

# O Dragao de Bafo Quente disse em 29-03-2010 às 16h41

Completamente de acordo. Nelson Paixao

# Rui Santola1 disse em 29-03-2010 às 17h30

"...castigo falseou a verdade desportiva..." Sr Bernardo para quando uma definição sábia (sua) sobre o que é Público? Não se esqueça que o senhor ao dizer que é jornalista desportivo está a falsear a verdade desportiva, porque o sr. é público!! Entra sem pagar, escreve/grava e ainda se arrisca a levar com um cassetete do público/PSP e depois será levado pelo publico/bombeiros para uma unidade de saude qualquer dessas que ainda estão abertas! E o resto do público pagante fica nas bancadas a assisir a este espectáculo organizado pelos "não publico" e INTOCAVEIS/INCRIVEIS !

# Jaime S. Mota disse em 29-03-2010 às 18h35

Difícil dizer melhor...Regressou Hulk e vimos o golo do ano!

Já agora, não sei até que ponto o tipo de agressão que Hulk cometeu não devia ser punida exclusivamente em termos monetários. Não uma multa à volta de 2000 €, o que para Hulk ou outro jogador de topo, não é nada, mas vários meses de ordenado (consoante a infracção, as multas podiam ser mais ou menos pesadas). O mesmo poderia ser válido para outros tipos de agressão ou comportamento incorrecto. De certeza que assim os jogadores pensariam várias vezes antes de fazerem qualquer disparate e nós (espectadores) não deixávamos de os ver em campo todas as semanas!

Eu sei que não há "enquadramento legal" para isto, mas julgo sinceramente que era algo em que se devia pensar: em vez de jogos ou tempo de suspensão, multas a sério!

# LeonardoRodrigues disse em 29-03-2010 às 19h28

Sou devoto da imparcialidade pelo que este artigo merece um pequeno comentário. É uma análise correta e limpa de preconceitos, equidistante entre o Hulk “super-herói” e o Givanildo “toupeira agressiva”. Contudo, tanto as exibições (negativas) frente ao Arsenal como a de ontem, brilhante, frente ao Belenenses nunca poderão ser avaliadas objectivamente porque o percurso normal do jogador foi adulterado pela justiça desportiva. Qualquer cidadão isento percebe que nem a decisão de primeira instancia nem o resultado do recurso defendem o futebol. O FCP tem agora uma oportunidade de mostrar que a sua “estrutura” também tem algumas valências no que ao Futebol propriamente dito diz respeito: valorizar o jogador é imperativo mas será que reduzir o mau campeonato á ausência de Hulk não terá efeitos negativos no proprio jogador? Como pode este jogador sentir que a época da sua equipa depende exclusivamente do seu contributo? E como reagirá ele quando, por algum motivo “legitimo”, não fôr opção para o 11 do treinador?

Os erros que o Hulk comete dentro do campo são inerentes á sua condição humana e ao desgaste fisico e mental. Já as alucinações dos srs. juizes, sejam eles frequentadores da tribuna VIP do Dragão ou da Luz, servem para desiludir quem imaginava um futebol saudável e limpo no pós-Apito Dourado.

Cumprimentos

# Blue Eyes disse em 29-03-2010 às 20h05

Tudo isto só vem comprovar a minha teoria de que desde o principio o que importava para os Donos da Bola era impedir que o FCP fosse Campeão.

Nem sequer importava que fosse o Benfica, o Sporting ou o Braga. Para bem do negócio, do business, convinha variar, que não fosse o mesmo sempre a a ganhar.  

E até eu que sou portista concordo que se torna monótono, monocromático, aborrecido ver sempre o mesmo clube a ganhar.

Tudo bem. Escusavam era de dar tanto nas vistas, os que fazem as coisas pelo outro lado.

O Benfica ganharia na mesma, porque tem melhor equipa,, mewlhor plantel, mas assim como se costuma dizer: no melhor pano cai a nódoa. E este campeonato foi viciado, manipulado.

Está mal!

# Lougreen disse em 29-03-2010 às 21h54

O Hulk se agrediu foi bem castigado. Mas tenho a certeza que o steward (segurança no meu vocabulário) mandou algumas bocas provocatórias. E castigo teve? O sopapo do Hulk, nada mais. E o que recebeu? Falta saber.

1 abraço

# Blue Eyes disse em 29-03-2010 às 22h28

Para os que tentam atirar barro, lama a ver se cola... aqui vai a correcta designação dos Stewards:

ASSISTENTES DE RECINTOS DESPORTIVOS

O assistente de recinto desportivo, também conhecido por “steward”, é um elemento de segurança, especificamente formado com o objectivo de garantir a segurança e o conforto dos espectadores nos recintos desportivos.

Por isso parem por favor de tentar desvirtuar, enganar ou manipular a verdade.

Qual espectadores, qual público.... qual carapuça.

Stewards são Assistentes de Recinto Desportivo.

Nos Regulamentos eles não podem estar nos Túneis. Essa missão de vigilancia nos túneis cabe À PSP ou À GNR.

Não inventem por favor histórinhas da carchinha.

Agora é claro que eles foram para onde ão podiam a mando de alguém. Isso ficou provado nos autos.

E, claro, os jogadores também erraram ao reagir, ao responder a insultos e provocações.

E já agora parem também de comparar o caso do Cantona que saltou para a bancada e foi agredir a pontapé um espectador em público.

Enquanto o Hulk foi provocado dentro dum Túnel e limitou-se a dar dois bananos.

Não tem comparação.

# Rui Santola1 disse em 29-03-2010 às 22h50

BLUE EYES , "E este campeonato foi viciado, manipulado" Você acha? Então o vosso reinado de 20 anos é uma podridão! Manipulado é o sr., talvez senhora, porque me paraeçe fruta!!

# pedromiguelslb disse em 30-03-2010 às 00h09

Caro bernardo,sou novo nestas andanças nos blogs,100 por cento benfica. em relaçao ao hulk apenas tenho a dizer q 4 meses d castigo era um exagero,3 jogos mto pouco. Talvez 7 jogos fosse o indicado! 1 abraço bernardo

# Pedro G Ferreira disse em 30-03-2010 às 10h14

No meio de tanta palavra parece que caminhamos para uma conclusão. Se os Stewards forem considerados  agentes desportivos a pena aplicada pelo CD foi a correcta, porque embora excessiva, foi a aprovada por todos os clubes. Pelo que o Dr. Ricardo Costa, com ou sem show off, fez o que lhe competia. Se não, então errou. Pergunto, quem é que fez os regulamentos, onde não consta declaradamente o que são e fazem os Stewards? Se o Porto não tem proposto a suspensão imediata de atletas neste tipo de situação, quantos jogos o Hulk teria ficado de fora?

É com enorme prazer que vejo, a outrora denominada máquina impiedosa, chorar-se de forma tão ruidosa por um único dos seus jogadores, aquele que seria o garante de toda uma época, de grandes êxitos. Os tempos mudam. Hulk não é Messi, é apenas um candidato a bom jogador.

# Bernardo Ribeiro disse em 30-03-2010 às 10h34

Meus caros,

Acho que os vossos comentários mostram bem quem consegue separar a questão Hulk da clubite. Folgo saber que quase todos percebem que a verdade desportiva foi afectada.

Um abraço,

BR

PS - Produção menor pois tirei uns dias para estar com os meus filhos na Páscoa, mas vou passando sempre que eles o permitirem.

# Rui Santola1 disse em 30-03-2010 às 12h01

O facto indesmentível aqui é: o Hulk, depois das (comprovadas) agressões por ele perpetradas, esteve suspenso preventivamente desde dia 20 de Dezembro até dia 19 de Fevereiro. A lei (por mais estúpida que seja, é a lei) assim o obrigou. Esta suspensão é completamente independente das conclusões da Comissão Disciplinar da Liga. Mesmo que a CD da Liga tivesse chegado à mesma estapafúrdia conclusão do CJ da FPF, e considerado que um ARD tem o mesmo estatuto que um espectador, castigando assim o Hulk com três jogos, do período de suspensão entre 20 de Dezembro de 2009 e 19 de Fevereiro de 2010 (data de conclusão do processo) ele não se safava. Portanto, a suspensão 'excessiva' que o Hulk efectivamente sofreu começa a contar a partir do dia 19 de Fevereiro. Desde aí até sair a conclusão do recurso apresentado pelo FCP ao Conselho de Justiça da FPF, o fóculporto disputou sete (sim, sete!) jogos. Um deles foi para a Champions, no qual o Hulk deu o seu brilhante contributo para a gloriosa derrota por 5-0 em Londres, frente ao Arsenal. Portanto, o Hulk na verdade perdeu seis jogos devido à suspensão 'excessiva' do CD da Liga. Mais: desses seis jogos, apenas quatro deles foram jogos a contar para o campeonato, nos quais o FCP obteve duas vitórias, um empate, e uma derrota.

# Gonçalo Ribeiro disse em 30-03-2010 às 14h33

Sr Blue Eyes.

Que se sabe, os jogadores estavam no balneário, quando os ARD provocaram a comitiva do Porto. Porque é que os jogadores e neste caso o ulque, pois ninguem se lembra do Sapunaru, sairam do balneário? Não foi só com a intenção de agredir?

Pergunto: Se o Sapunaru também tem jogado, a defesa do Porto não seria mais fraca? O porto já perdeu pontos à pala dele.

1 abraço

# Fabio disse em 30-03-2010 às 15h20

Uma opinião imparcial e sólida Sr. Bernardo. È que já cansa ler alguns artigos a tentarem desvalorizar o facto do Benfica estar em 1º por mérito próprio.

Ainda assim acho que um jogador,seja ele do Porto, Benfica ou Sporting, que agride um elemento seja ele interveniente no jogo ou não devia levar castigo pesado tal e qual como o Cantona levou...eles são figuras publicas e deviam dar o exemplo.

# Pedro G Ferreira disse em 31-03-2010 às 09h45

Alguém me sabe dizer quantos jogos o Hulk não jogou na Liga? Eu digo 4. Apanhou 3 de castigo, foi um a mais que ficou de fora e nesse o Porto...venceu.

# Bernardo Ribeiro disse em 31-03-2010 às 11h49

Caro Fábio,

O problema é que a clubite obriga as pessoas a misturar as coisas. Quando o que está em causa não é o Benfica e o FC Porto, mas um estranho sistema judicial no futebol que consegue aplicar penas tão diferentes como 3 jogos e 4 meses.

As entrevistas dos dois presidentes, Pinto da Costa e Vieira foram exemplares nesse aspecto. Um desculpou-se, o outro armou-se uma vez mais em fanfarrão. São atitudes destas que tiram credibilidade ao futebol português. Argumentos tristes e balofos que já só pegam entre os mais crentes (doentes).

Um abraço,

BR

# Gonçalo Ribeiro disse em 31-03-2010 às 12h54

Ó Sr. Bernardo, Carvalhal vai sair do Sporting. Nunca iriamos adivinhar. AH AH AH AH

1 abraço

# Bernardo Ribeiro disse em 31-03-2010 às 17h38

Nunca, de facto, caro Gonçalo. Sabe o que é, em Alvalade não se lê o Record.

Um abraço,

BR

# Jaime S. Mota disse em 31-03-2010 às 18h15

Bom...falta confirmar que Villas-Boas será o próximo treinador do SCP...

# Bernardo Ribeiro disse em 01-04-2010 às 11h22

Calma Jaime,

O dia lá chegará.

Um abraço,

BR

Os comentários estão reservados para Utilizadores Registados.




PUBLICIDADE

SIGA-ME EM...

Pesquisa

Sobre este Blog

Um espaço para reflexões, crónicas, desabafos, recados, trocadilhos, piropos e tudo que me der na real gana. Onde se vai falar de desporto, música, cinema ou apenas da vida. Real.

Autor

» Lado B
por Bernardo Ribeiro

Bernardo Ribeiro, formado em jornalismo pelo CENJOR e com frequência do curso de Comunicação Social da Universidade Católica, entrou como estagiário para o Record em 1992, com 20 anos, ficando um pouco mais de dois, nas secções de Internacional, Futebol e Modalidades. Antes colaborou com o semanário "Sete", com textos na área musical e estagiou nas rádios Antena1 e Minuto. Em 1994 integrou a secção Sporting do diário "O Jogo", onde permaneceu mais dois anos até regressar ao Record, também para fazer parte da editoria Sporting. O lançamento do diário "24 Horas", em 1998, e a hipótese de fazer parte de uma equipa que arrancava com um jornal do zero levaram-no à primeira redação do jornal fundado por José Rocha Vieira. Foi editor de Desporto e mais tarde subchefe de redação até à saída para "A Bola", em 2001, jornal em que desempenhou funções de editor durante dois anos. Um novo convite, em 2003, fê-lo voltar ao Record pela terceira vez.

Arquivo

Outros Blogs Record

» Blog do Magalhães
por António Magalhães

» Campo Novo
por Nuno Farinha

» Olhos de ver
por Luís Avelãs

» Quinta do Careca
por Alexandre Pais

» Mercado Aberto
por João Rui Rodrigues

» Futebol e Algo Mais
por Luís Pedro Sousa

» Semanada
por António Varela

» Honores Liga
por Miguel Amaro

» Mafarrusco
por Paulo Renato Soares

» Entrada a pés juntos
por João Seixas

» Bola na Área
por Eugénio Queirós

» Cláudia Futsal
por Cláudia Marques

» Paixão Internacional
por Hugo Neves