Bola ao ar
25 Dezembro de 2011 | 15:04
Colocado por: LuísAvelãs
 

E finalmente chegou a hora da NBA regressar. Confesso que já não tinha muita esperança que tal viesse a acontecer esta temporada, pois todos os agentes envolvidos – todos, sem excepção – acharam por bem perder tempo precioso para, no final, chegar a um entendimento que, pelo menos à distância, parecia relativamente fácil de atingir. Adiante. Isso, agora, já não interessa e a boa notícia é que, durante uma década, o fantasma do “lockout” não nos irá incomodar.

Desportivamente, esta época tem tudo para ser uma das melhores dos últimos anos. O escasso período de preparação (ninguém, em condições normais, deseja uma pré-temporada com tão poucos treinos e duelos particulares), aliado ao calendário sobrecarregado e com “apenas” 66 embates por formação, favorece o aparecimento de algumas surpresas, bem como a derrapagem de alguns dos conjuntos com aspirações a, pelo menos, atingir a segunda fase. No entanto, dificilmente os mais fortes, aquando da altura do “playoff”, deixarão de vincar o seu poderio e de, entre eles, decidir quem irá conquistar os anéis.

Apesar de reconhecer que a saída de Tyson Chandler para Nova Iorque é uma baixa tremenda ao nível do jogo interior (mais nos aspectos defensivos que ofensivos), penso que Dallas parte com ligeiro favoritismo. Ostenta o título, já aprendeu a vencer, mantém nas suas fileiras o núcleo principal (Nowitzki, Kidd e Terry), continua com um “staff” forte e tendo visto sair algumas segundas unidades com importância (Barea foi muitas vezes importante na caminhada triunfal da época passada) contratou de forma notável (Odom, Cárter e West). Porém, sublinho, só atribuo ligeiro favoritismo aos Mavericks. A concorrência será feroz...

A Oeste, tal como no passado recente, Lakers e San Antonio voltam a estar na linha da frente mas, desta vez, não aparentam ter a mesma força. Os californianos, aliás, correm sérios riscos de ser uma das desilusões da temporada. A saída de Odom foi um erro gigantesco, a que se juntam mais alguns abandonos entre as segundas linhas e um naipe de contratações, no mínimo, questionável. De resto, é preciso saber como Kobe reagirá aos problemas físicos e ao divórcio que lhe irá custar uma pechincha em torno de 70 milhões de dólares, se o espanhol Pau Gasol não ficará psicologicamente abatido por ter sido declarado negociável quando a equipa tentou “pescar” Chris Paul ou se Bynum irá evitar mais lesões nos joelhos. Por fim, convém recordar que Phil Jackson já não estará no banco. No seu lugar surgirá um Mike Brown trabalhador e conhecedor, é certo, mas sem pulso para segurar estrelas. Se falhou com LeBron, parece certo que com Kobe o resultado não será diferente...

No Texas, os Spurs estão cada vez mais velhos. Continuarão a ser uma formação que merece respeito e que, em jornada de inspiração, poderá ganhar a qualquer adversário. Porém, daí a conseguir chegar ao título, a distância é enorme. Parker, Ginobilli e Duncan teriam de coincidir em inúmeras exibições geniais e isso, à primeira vista, não parece ser muito provável.

Em sentido contrário aparecem Oklahoma e os renascidos Clippers. Com Durant e Westbrook a liderar um conjunto recheado de talento e com enorme capacidade atlética, os Thunder podem, por fim, aparecer já capazes não só de ameaçar, mas também de atacar o título. Já a segunda equipa de Los Angeles tem potencial suficiente para conseguir o que há meses era impensável: dobrar o vizinho do lado. Com Paul e Billups a servir um sensacional Griffin, com DeAndre Jordan a dar sinais de poder evoluir bastante e ainda Caron Butler, a equipa que era motivo de risos em muitos pavilhões pode ser a última a rir...

No Este, o equilíbrio pode ser ainda maior. Miami, com o seu trio dourado formado por Wade, James e Bosh, dá a ideia de ser a equipa mais forte. Porém, o ano passado também o era em teoria, e não chegou para vencer. Nem a fase regular, nem o playoff.

Chicago, com a entrada de Hamilton, apresenta um cinco mais forte que o anterior. No entanto, a saída do veterano Kurt Thomas vai obrigar a que Boozer e Noah não tenham tantos problemas físicos ou que, em alternativa, Taj e Asik aumentem o respectivo rendimento. Parece complicado, como difícil será ver Rose jogar melhor (ou mesmo tanto). Ainda assim, como o jovem MVP da época passada já disse vezes sem conta: o ano passado também ninguém acreditava nos Bulls para melhor equipa da fase regular e eles voaram até às 60 vitórias!

Boston, com o seu naipe de veteranos reforçado com a visão de Rondo, também sabe que estará na dianteira. Precisa, contudo, que o desgaste físico (mais evidente em épocas curtas e com mais jogos por semana) não pregue partidas a elementos como Garnett, Allen e Pierce.

Orlando também volta a acreditar que é desta que pode atingir o topo. No entanto, a cada vez maior vontade de Howard em mudar de ares parece retirar algum ânimo a um grupo forte mas a que, invariavelmente, parece faltar qualquer coisa.

Restam os Knicks entre os favoritos no Este. E cuidado com eles! A “Big Apple” vai ver a sua melhor equipa nos últimos 15 anos. Carmelo, Stoudemire e Chandler prometem arrasar debaixo das tabelas e já se sabe que correr e lançar também não é problema para eles.

Prognósticos

Não sou adivinho (até me daria jeito, admito...), mas vou arriscar, desde já, ainda antes da bola começar a saltar, as minhas previsões para temporada. Assim, lá mais para a frente, todos poderão constatar se acertei alguma coisa. A zero, sinceramente, espero não ficar. Aí vão elas:

Apurados para o “playoff” na Conferência Este: Boston Celtics, Chicago Bulls, Miami Heat, Orlando Magic, Atlanta Hawks, New York Knicks, Indiana Pacers e New Jersey Nets
Apurados para o “playoff” na Conferência Oeste: Dallas Mavericks, Los Angeles Lakers, Oklahoma City Thunder, San Antonio Spurs, Houston Rockets, Denver Nuggets, Los Angeles Clippers e Memphis Grizzlies.
Vencedor da Divisão Atlântico: Boston Celtics
Vencedor da Divisão Southeast: Miami Heat
Vencedor da Divisão Central: Chicago Bulls
Vencedor da Divisão Southwest: Dallas Mavericks
Vencedor da Divisão Northwest: Oklahoma City Thunder
Vencedor da Divisão Pacífico: Los Angeles Lakers

Final da Conferência Este: Miami Heat-Chicago Bulls
Final da Conferência Oeste: Oklahoma City Thunders-Dallas Mavericks
Final da Liga: Dallas Mavericks-Chicago Bulls
Campeão: Dallas Mavericks

Maior surpresa colectiva: Los Angeles Clippers
Maior desilusão colectiva: Washington Wizards
Maior surpresa individual: DeAndre Jordan (Los Angeles Clippers)
Maior desilusão individual: Ricky Rubio (Minnesota Timberwolves)

Melhor marcador: Kevin Durant (Oklahoma City Thunder)
MVP da fase regular: LeBron James (Miami Heat)
Melhor defensor: Dwight Howard (Orlando Magic)
Melhor “rookie”: Kyrie Irving (Cleveland Cavaliers)
Melhor treinador: Vinny del Negro (Los Angeles Clippers)
Jogador com maior evolução: DeAndre Jordan (Los Angeles Clippers)
Melhor suplente: James Harden (Oklahoma City Thunder)
MVP da final: Dirk Nowitzki (Dallas Mavericks)

 

 
Tags: ,
 

Comentários

# R_ disse em 26-12-2011 às 20h48

Caro Luís Avelãs,

Crónica interessante sobre a NBA. Tenho algumas previsões diferentes, mas gostava de perguntar sobre algumas escolhas "arriscadas" aqui.

1) Porquê os Nets à frente de equipas que têm ido aos playoffs recentemente, como Milwaukee ou Philadelphia? É verdade que têm o Deron Williams, mas com a lesão do Brook Lopez e um grupo algo fraquinho, não me parecem mais fortes que outras equipas no Este.

2) Também acho interessante não colocar Portland entre os 8 primeiros. Acharia que eles seriam mais fortes do que Houston, mas veremos.

Quanto às previsões individuais, vejo que fez as pazes com o Vinny Del Negro, depois da passagem por Chicago. Acho que os Clippers arriscaram ao dar tanto dinheiro ao Jordan, e pelo que se viu ontem ele vai ser a nova vítima do "Hack-a-Shaq", com a sua percentagem de lances livres tão pobre.

# Frederico Galante disse em 29-12-2011 às 19h07

Boa tarde caro Luís,

Ainda bem que voltaram as "nossas" noites do melhor desporto do ano

queria so agradecer o seu post para que a NBA/Basquetebol seja mais valorizado no nosso país de futebol

FIcam aqui os meus prognosticos

Apurados para o “playoff” na Conferência Este: Boston Celtics, Chicago Bulls, Miami Heat, Orlando Magic, Atlanta Hawks, New York Knicks, Indiana Pacers e Millwake Bucks

Apurados para o “playoff” na Conferência Oeste: Dallas Mavericks, Los Angeles Lakers, Oklahoma City Thunder, San Antonio Spurs, Houston Rockets, Denver Nuggets, Los Angeles Clippers e Memphis Grizzlies.

Vencedor da Divisão Atlântico: New York

Vencedor da Divisão Southeast: Miami Heat

Vencedor da Divisão Central: Chicago Bulls

Vencedor da Divisão Southwest: San Antonio Spurs

Vencedor da Divisão Northwest: Oklahoma City Thunder

Vencedor da Divisão Pacífico: Los Angeles Clippers

Final da Conferência Este: Miami Heat-Chicago Bulls

Final da Conferência Oeste: Oklahoma City Thunders-Los Angeles Clippers

Final da Liga: Oklahoma City Thunders-Miami Heat

Campeão: Miami Heat

Maior surpresa colectiva: Los Angeles Clippers

Maior desilusão colectiva: desilusão significa esperar muito... Boston Celtics/Dallas

Maior surpresa individual: Ricky Rubio

Maior desilusão individual: Não concordo de todo e ele vai provar o contrario / para mim Derrick Williams (Wolves)

Melhor marcador: Kevin Durant (Oklahoma City Thunder)

MVP da fase regular: LeBron James (Miami Heat)

Melhor defensor: Dwight Howard (Orlando Magic)

Melhor “rookie”: Kyrie Irving (Cleveland Cavaliers)/Rubio fica em segundo

Melhor treinador: Eric Spoelstra (Miami

Jogador com maior evolução: DeAndre Jordan (Los Angeles Clippers)

Melhor suplente: James Harden (Oklahoma City Thunder)

MVP da final: Lebron James (Miami)

# Redrum disse em 29-12-2011 às 19h29

Caro Luis (!!!!),

Que previsões são essas? Orlando dificilmente vai aos playoffs. Howard está basicamente a arrastar-se no campo. Os Sixers vão ser uma das surpresas com os Pacers. No Oeste está completamente tudo em aberto mas concordo com as equipas.

Não sei se os Bulls conseguiram sair por cima no Este... Não andamos a jogar bem, mas é complicado para qualquer equipa quando não se tem pre-epoca. Vão ser maus jogos para todos.

Não acredito que o LeBron ganhe o MVP da época, senão teriam de dar sempre. Só fará sentido se os Heat baterem as 58 vitórias que dará a maior percentagem de sempre de vitórias (+ que 72 vitórias numa época regular). Se não baterem essas vitórias não entendo porque há-de ganhar. É de longe o maior talento da NBA mas então teria de ganhar sempre desde que está na NBA. E sinceramente não me parece que seja o MVP, no sentido literal da expressão.

Rookies está em aberto, há muito que não se via uma classe de jovens de primeiro ano tão má. Nenhuma estrela, nenhum grande jogador... Se calhar ainda vai ser o Nikola Mirotic o melhor deste draft (só daqui a um par de anos).

O Vinny ganhar o prémio é o mais certo...e mostra que o melhor treinador raramente é realmente o MELHOR. Normalmente ganha o treinador que melhor faz em equipas que nada se espera.

Dallas não chega nem perto da finais. Provavelmente fica-se pelas semi-finais da conferência.

Já agora, primeiros dois jogos Chandler ganhou 6 ressaltos no acumulado... Para quem teve um cheque de 60M$... nada mau.

E o novo CBA era mau para os jogadores?

Melhores cumprimentos

E que os Bulls ganhem hoje aos Sacramento!

Rui Dias

# Lordkaos disse em 30-12-2011 às 00h01

Deve ter uma adoraçãozinha pelos Los Angeles Clippers, visto só ter colocado os Lakers como "Vencedor da Divisão Pacífico", de resto parece que nem existem...

# Diogo_Pinto disse em 30-12-2011 às 17h37

Este é o ano dos Heat!!!

Carrega Lebron!

# Frederico Galante disse em 02-01-2012 às 18h22

Caro Luis,

é com muito prazer que vejo que parece-me totalmente enganado em relação a Ricky Rubio.

ele tem provado que é e será um jogador para ser um all star e kem sabe um mvp.

parece-me claramente mais intelegente e com uma visão de jogo ao nivel de Steve Nash.

Pensa na equipa, sabe quando atirar e quando passar.

Assim sim um verdadeiro point guard!

Abraço

# Zé Carlos disse em 07-01-2012 às 15h17

Caro Luís, vamos lá ser sérios:

PORTLAND DE FORA DOS PLAYOFFS (com Rockets apurados por exemplo) !?

Já tentei encontrar uma só explicação para isso mas não está fácil...

Abraço

# danirena disse em 08-01-2012 às 13h53

Caro Luís,

Julgo que deveria apostar mais nestes posts sobre a NBA,torná-los periódicos por exemplo.

Quanto a esta época julgo que os Miami estão um nivel acima de todos,os OKC e Chicago logo atrás,mas sem estofo de Play off,ñ esquecer os decanos que acordam nos play Off,Dallas,San Antonio(com Ginobli),Lakers eCeltics.

Agora o factor que pode vir a ser determinante é a escolha de Dwight Howard...para onde ele for a respectiva equipa vira candidato(menos new jersey)

Sobre Portland..vou considerar uma distracção a ñ inclusão nos play off......esta equipa deveria receber premio de gestão,pois acaba de perder dois dos melhores rookies dos ultimos 5-6 anos e continua bastante competitiva....tentem tirar le bron e d wade aos Miami e percebem o que estou a dizer.

Os comentários estão reservados para Utilizadores Registados.




PUBLICIDADE

Pesquisa

Sobre este Blog

Mais do que ver o que se passa à nossa volta é importante olhar “a sério”. Num planeta cada vez mais globalizado - e onde a informação circula a uma velocidade estonteante – é impossível estar atento a tudo, mas falhar o essencial é um erro grave. Este será um espaço com particular atenção ao desporto, mas onde todas as áreas serão susceptíveis de abordagem. Comentar, analisar e suscitar a discussão saudável são os propósitos desta experiência jornalística, mas igualmente de cidadania.

Autor

» Olhos de Ver
por Luís Avelãs

O gosto pelas letras, pelos jornais, começou cedo, antes de entrar na escola. A razão dessa paixão sempre foi um mistério. Aos 17 anos, depois de uma primeira tarde a experimentar ser jornalista, a decisão estava tomada. Era isto que queria. Foi há muito tempo...

 

 

Arquivo

Outros Blogs Record

» Blog do Magalhães
por António Magalhães

» Campo Novo
por Nuno Farinha

» Lado B
por Bernardo Ribeiro

» Quinta do Careca
por Alexandre Pais

» Mercado Aberto
por João Rui Rodrigues

» Futebol e Algo Mais
por Luís Pedro Sousa

» Semanada
por António Varela

» Honores Liga
por Miguel Amaro

» Mafarrusco
por Paulo Renato Soares

» Entrada a pés juntos
por João Seixas

» Bola na Área
por Eugénio Queirós

» Cláudia Futsal
por Cláudia Marques

» Paixão Internacional
por Hugo Neves

 
SSO LOGIN